Informática Software e acessórios

Cirilo é case de sucesso com sua loja líder de mercado. (Foto: Divulgação)

Quem tem um negócio está sempre à procura de novas oportunidades de vender, seja uma rede grande de lojas ou estabelecimentos de pequeno ou médio porte. Não é por acaso que as redes consolidadas já descobriram que cupons de descontos oferecem maior fluxo de venda e visibilidade. Agora, lojas de portes menores começam a descobrir esse mercado.

Conheça a história da Cirilo Caboswww.cirilocabos.com.br, que nasceu com a venda nas ruas de São Paulo, passou para o mercado online e recentemente passou a trabalhar com cupons por meio do site 1001 Cupom de Descontoswww.1001cupomdedescontos.com.br.

Crescimento e visão de negócio

O case da Cirilo Cabos começa em 2000, quando Cirilo Souza, começou a trabalhar com a venda de cabos. “Eu trabalhava em uma empresa de Contabilidade que prestava serviços para a Directv. Como fazia faculdade, o custo era alto e precisava aumentar minha renda. Foi quando surgiu a oportunidade de um ‘extra’ retirando equipamentos da Directv”, relata.

Mas como isso virou um negócio? Cirilo conta que certa vez um motoboy o abordou e perguntou o que fazia com os cabos. Eram descartados. A dica veio: venda que eles valem muito. Inicialmente, Cirilo não acreditou muito. Foi conferir e constatou que era verdade. Começou a vender na rua Santa Ifigênia, primeiro para outros vendedores, depois direto.

“Levei uma picape para vender os cabos, e quando era preciso sair da rua, era só tapar a caçamba”, conta Cirilo, sobre os dias difíceis. Mas o potencial era grande, o lucro era alto e valeu a pena o investimento. As primeiras 100 peças viraram logo 1.000, gerando cerca de R$ 15 mil por mês.

A retirada dos ambulantes da rua precipitou um investimento maior. Cirilo já trabalhava na internet vendendo pelo Mercado Livre, havia guardado dinheiro e a saída da Directv do Brasil havia possibilitado vender também o material que havia ficado. Por volta de 2006, montou seu próprio site.

“Me formei e fui trabalhar na área de tecnologia na UOL, onde também aprendi muito sobre mercado eletrônico, então montei meu próprio site”, diz Cirilo, que logo decidiu sair do trabalho para se dedicar exclusivamente ao seu site. “Foi quando deslanchou. Fiquei com a venda online e um box para vendas”, completa.

Só na picape já haviam 4 funcionários. Hoje, são 15 contratados diretos e 3 lojas físicas, além do site. Mas não é só isso: em 2015 o faturamento já chegou a R$ 12 milhões e 2016 já supera o ano passado, com projeção de crescimento de 70%. Números que mostram porque a Cirilo Cabos é líder no mercado.

Com sede e show room no bairro Santa Ifigênia, em São Paulo, a Cirilo Cabos comercializa desde cabos de áudio, cabos de vídeo HDMI, cabos DVI, adaptadores, divisores, redes, telefonia, conversores, aparelhos de WiFi, entre outros.

A preocupação com a diversificação e a tecnologia são permanentes. “Tive que aprender muito, no início era difícil as pessoas comprarem pela internet, oferecer cartão de crédito, tudo isso era só para quem era muito grande, mas superamos”, relata. E quando o cabo acabar? “Ouço essa história há anos, mas acrescentamos produtos e tecnologia”, finaliza.

Sua loja na rede

A Cirilo Cabos é uma loja especializada na venda de cabos para a maioria das mídias eletrônicas disponíveis. Além de ter seu próprio site, Cirilo descobriu que por meio da oferta de cupons de descontos é possível crescer ainda mais. Claro, pelo atrativo do cliente ter um desconto e comprar, mas também pelo acesso a sua loja a partir de outros sites.

“Sempre fui curioso e já conhecia a 1001. Via pelo Analytics que era gerado tráfego para mim e quis testar. As compras vão acontecendo, as pessoas entram e voltam. Só vejo vantagem, eu só pago se comprarem e todos saem ganhando”, comemora.

O 1001 Cupom de Descontos disponibiliza, gratuitamente, cupons de desconto de gigantes do varejo, mas que também oferece a possibilidade de lojas menores, de diferentes portes e segmentos, oferecerem suas ofertas. Utilizando os cupons disponíveis no site é possível, por exemplo, garantir 60% de desconto em cabos e adaptadores na Cirilo Cabos.

A alternativa possibilita expor a marca num site onde pessoas vão em busca de grandes redes como Americanas, Walmart, Submarino, pois eles também colocam lá seus cupons. Quando alguém encontra um bom desconto, ele pode ser compartilhado, gerando mais tráfego para o site e publicidade para a loja, além da compra em si.

Datas comerciais podem impulsionar especialmente as vendas, com a loja oferecendo descontos que entram nas categorias específicas. Dia dos Pais e Black Friday são alguns dos recentes eventos com ofertas impulsionadas pelo 1001 Cupom de Descontos que geram retorno para lojistas e clientes.

Investimento e potencial de venda

É fácil prever o retorno: um site como o 1001 possui números vistosos, tornando o investimento, mesmo o pequeno, garantido. É um dos maiores sites de ofertas do Brasil, com um fluxo de 800 mil visitas únicas por mês e 30 mil ofertas. A loja pode começar com um plano de cerca de R$ 300 e ir aumentando a forma de exposição da marca e seus cupons.

Assim, uma loja antes conhecida em uma região ou segmento, como a Cirilo Cabos, passa a ser vista e poder vender, por meio de suas ofertas na página e também por categorias, em todo o Brasil. É possível assinar um plano mensal ou investir em displays na home, ampliando ainda mais a visibilidade, ou em projetos especiais, com datas em evidência.

Atualmente o portal de descontos 1001 conta com um tráfego diário de 25 mil clientes em compras, com 85% dele originado de forma orgânica. O cliente sai satisfeito, pois conhece a loja e compra pagando menos, sem mensalidade ou taxa. Torna-se freguês. Se quiser, assina uma newsletter para receber outras ofertas. E volta a comprar.

 

0 187 views

Como instalar o Google Chrome

Você sabe o que é um browser? Mesmo que seja algo presente na vida de muitos essa palavra ainda não é muito associada com o fato em si. Browsers nada mais são do que os softwares utilizados para navegação na internet. Os browsers mais conhecidos e utilizados são:

O Internet Explorer (por já vir instalado em todos os computadores) Opera Mozilla Firefox Safari e o campeão que cada vez mais está ganhando espaço no mercado e conquistando milhares de fãs: o Google Chrome. Assim como o nome sugere esse navegador foi feito pela empresa Google e oferece uma incrível experiência de navegar na web.

Como instalar o Google ChromeEntre os diferenciais do Google Chrome estão sua rapidez no carregamento de páginas uma interface simples e amigável um design limpo e conceitual e principalmente a quase infinita coleção de extensões a serem baixadas e instaladas gratuitamente.

As extensões são de diversas naturezas como leitores de RSS e Feeds mini jornais blocos de notas aplicativos de redes sociais e até mesmo jogos que rodam diretamente no navegador. Toda essa vasta gama de opções se dá graças ao Chrome Web Store um portal que concentra todas as aplicações para o navegador em um local só podendo o usuário filtrar por tema e baixar aqueles que mais lhe agradam.

Outro aspecto muito interessante no Google Chrome é a possibilidade de customizá-lo com temas que são facilmente baixados também na Chrome Web Store. Existem centenas de temas que vão desde simples troca de cores das abas do navegador até aqueles que inserem imagens de fundo nas barras de navegação. E você? Já usa o Google Chrome?

Se ainda não saiba que é extremamente fácil ter esse maravilhoso browser no seu computador. É totalmente gratuito e fácil de baixar o Google Chrome o comofas então te ensina a instalar o Google Chrome . 1) Primeiramente basta acessar a página inicial de busca do Google ( http://www.google.com.br ).

Caso você use qualquer outro navegador certamente verá uma pequena janela no canto superior direito da página que diz “Um navegador da Web mais rápido” e logo abaixo um botão escrito “Instalar o Google Chrome”. Você será redirecionado para uma página de apresentação do navegador com algumas informações detalhadas e dados técnicos.

Basta clicar novamente no botão azul “Download do Google Chrome” e logo o download de um leve arquivo será iniciado normalmente. 2) Ao término do download execute o arquivo baixado clicando duas vezes no ícone do mesmo. Logo surgirá uma janela com uma barra de progresso mostrando que o Google Chrome já está sendo instalado no seu computador.

Quando a barra se encher e a janela sumir é sinal de que o browser já está completamente instalado e pronto para o uso. Dicas : Tome cuidado pois alguns sites de download também oferecem o o instalador do Google Chrome para download gratuito porém estes podem estar desatualizados.

Caso for baixar em outros sites verifique antes qual a versão do navegador se realmente é a versão mais recente e estável. Procure não utilizar versões antigas já que poderá ocorrer eventuais falhas na reprodução de conteúdo web ou travamentos. Com essas dicas você não tem mais motivos para reclamar que seu navegador é lento ou trabalhoso demais: baixe agora mesmo o Google Chrome e navegue de verdade na internet. Informática software e acessórios Outros softwares

0 203 views

Como editar um vídeo

Você provavelmente já deve ter alguma filmadora câmera digital ou celular com essas funções não? Isso foi possível graças ao grande avanço que a tecnologia tomou nos últimos anos. Com o crescimento da tecnologia e das captadoras de vídeo.

O numero de vídeos na internet cresceu de uma forma espetacular. Alguns são bem criativos outros nos fazem rir ainda outros nos emocionam e grande parte dos vídeos que são colocados na internet são editados de forma não profissional mas acabam sendo “assistiveis”.

Como editar um vídeoO grande canal de veiculação de vídeos é o Youtube. O Youtube permite que qualquer usuário da internet que possua um e-mail possa fazer o cadastro no site e enviar e assistir a quase todos os vídeos do sistema. Grande parte dos usuários do Youtube que ganha dinheiro com isso (sim isso é possível) faz edição de vídeos. Mesmo que seja apenas um corte até a criação de legendas nos vídeos.

Manual de edição de vídeos: Materiais necessários: Computador Windows Live Movie Maker Seus vídeos Fotos Musicas Tópicos: Tópico 1: Adicione o conteúdo Abra o Windows Live Movie Maker e vá à opção “Página Inicial” “Adicionar vídeos e fotos”.

Ou simplesmente arraste os arquivos para dentro da parte em branco do programa onde esta escrito: “Arraste vídeos e fotos aqui ou clique para procurá-los” Se usar a primeira opção: abrirá uma janela apontando para os arquivos do seu computador é só escolher os arquivos que deseja adicionar para compor o seu vídeo e clique em “Abrir” é possível selecionar vários arquivos de uma vez só caso tenha optado pela segunda opção basta arrastar os arquivos do seu computador e jogar na área já indicada!

Tópico 2: Títulos e Legendas Agora caso queira você poderá adicionar títulos legendas ou créditos ao seu vídeo. Para adicionar um TITULO basta você clicar na opção “Títulos” escolher a posição em que as letras ficarão na tela a formatação de texto o efeito de entrada e o tempo que o título irá permanecer no vídeo.

Para adicionar uma legenda e um crédito é a mesma coisa no entanto para adicionar uma legenda você deve clicar em cima do vídeo selecionado e depois escrever seu texto.

Tópico 3: Adicionar uma musica Para dar uma alegrada ou até uma diferenciada no seu vídeo você pode adicionar uma música ao seu vídeo. Para colocar uma música você deve clicar em: “Página Inicial” “Adicionar uma música”! Agora você terá duas opções: A primeira “Adicionar uma música” serve para colocar uma música desde o inicio do vídeo e a segunda opção “Adicionar uma música ao ponto atual” irá colocar uma música onde o cursor de pré-visualização estiver no momento.

Tópico 4: Cortando um vídeo Para realizar cortes em um vídeo seu é muito simples pois seu único trabalho será de: Clicar na aba Editar Coloque o marcador onde você deseja cortar Clique em dividir Agora você terá duas partes do seu vídeo. Agora basta você escolher as partes que deseja aproveitar e por fim você deve excluir as partes que não deseja utilizando a tecla “Delete” do seu teclado ou clicando com o botão direito sobre a parte que deseja excluir e clicar em remover!

Tópico 5: Salvando seu vídeo Para salvar seu vídeo em seu computador basta clicar no menu principal que está ao lado esquerdo da barra de “Página Inicial” e selecionar: “Salvar filme” escolha o formato que mais se adéqua a sua necessidade e o local onde o vídeo será salvo. Agora é só escolher um nome e aguardar concluir. Dicas:

O programa Windows Live Movie Maker no Windows XP já vem instalado e pronto para usar porém na sua versão mais antiga; Para baixar gratuitamente o seu Windows Live Movie Maker para Windows Vista ou 7 basta instalar o Windows Live Messenger no seu computador e na hora de escolher os arquivos a serem instalados junto com o Messenger escolha também a opção “Windows Live Movie Maker”; Deixe para adicionar títulos legendas e créditos na ultima etapa de sua edição dos vídeos. Você pode importar somente fotos e criar meio que um book digital de fotos cheio de efeitos músicas e transições!

Agora você pode criar vários vídeos muito legais para postar em qualquer site ou até mesmo em um blog pessoal. Boa sorte e não se esqueça: Explore cada dia mais as ferramentas para um melhor aprendizado! (Fotos via Flickr 1 e 2 ) Informática software e acessórios Softwares de vídeo e áudio

0 268 views

Como funciona um osciloscópio

Você sabe o que é um osciloscópio e qual sua finalidade? Caso sua resposta seja negativa não se preocupe. A partir de agora você terá informações sobre este instrumento e descobrirá como é utilizado nas áreas elétricas e mecânicas. Osciloscópio – O que é isso?

O osciloscópio é um equipamento capaz de oferecer visualização gráfica sobre freqüências elétricas e de tempo representando sem seus eixos a tensão (vertical ou Y) e o tempo (horizontal ou X) nos resultados da aferição. Existem dois tipos de osciloscópio: analógico e digital.

Como funciona um osciloscópioO osciloscópio analógico é mais utilizado nas visualizações rápidas de sinais de entrada em tempo real e o osciloscópio digital mostra-se mais eficiente que o primeiro quando há necessidade de visualização ampla dos sinais com relação à tensão e tempo decorrentes.

Resumidamente o osciloscópio é um instrumento de medida eletrônica projetado para representar graficamente o eixo horizontal e vertical de sinais analógicos ou digitais que serão representados em seu monitor e deverão ser interpretado pelo profissional ou indivíduo que saiba manipular este dispositivo. Onde é utilizado?

O osciloscópio é um instrumento criado para a aferição de sinais de todos os tipos bem como a identificação de fenômenos naturais e a identificação de transmissão tecnológica através de antenas a aparelhos sensoriais. A utilização de um osciloscópio é bastante ampla e são várias as atividades que dependem direta ou indiretamente de seu uso para que sejam efetuadas com sucesso.

Entre as atividades mais comuns é válido mencionar o uso do osciloscópio para: Reparar aparelhos que recebem sinal analógico ou digital como televisores; Informar ao manipulador do instrumento qual a parte do sinal é “ruído” e necessita de melhoramento; Identificar a freqüência o período e a tensão de um sinal; Descobrir em um sinal qual parte é corrente contínua e qual é corrente alternada; Reconhecer as fases presentes entre dois sinais.

Como funciona um Osciloscópio O osciloscópio irá determinar a qualidade do sinal através de um ponto de referência que será positivo quando retratado no monitor “para cima” e negativo quando retratado para “baixo”. O usuário deverá levar como referência os pontos horizontais e verticais para fazer a leitura e interpretação do monitor.

A tela de osciloscópio é completa de quadrados que servirão para dimensionar a tensão e o tempo do sinal de acordo com o ponto de referência ou base a ser aferida. Desta forma este instrumento retratará a medida de um sinal elétrico sensível à tensão.

O osciloscópio está presente em diversas profissões e é usado por vários profissionais como mecânicos e médicos. Via Flickr O indivíduo que estiver manipulando um osciloscópio deverá ter noções de valores com relação à freqüência e a tensão de sinais elétricos para fazer a devida interpretação das variáveis expostas no monitor deste equipamento que serão diferentes se forem analógicos ou digitais.

Os osciloscópios devem ser ligados com cuidados nos equipamentos ou circuitos para evitar a sobrecarga e análise errada do sinal. Para tanto leia atentamente o manual que acompanha este equipamento e busque ajuda de alguém que saiba interpretá-lo caso não tenha noções de leitura eletrônica. Boa Sorte! Informática software e acessórios

0 407 views

Como usar um decibelímetro

Você sabe o que é um decibelímetro? Trata-se de um aparelho utilizado para medir o nível de pressão sonora ou MNPS responsável por captar a sensação auditiva do volume sonoro de um ambiente interno ou externo.

O decibelímetro é um equipamento digital que pode realizar medições de trinta à cento e trinta decibéis sendo um aparelho bastante utilizado por autoridades e estabelecimentos que precisam controlar a frequência de som produzida em regiões de concentração habitacional e áreas diversas onde a fiscalização de poluição sonora deve ser aplicada constantemente.

Como usar um decibelímetroSaiba a partir de agora como o decibelímetro deve ser utilizado corretamente e veja algumas dicas sobre onde e quando a eficiência deste equipamento pode ser de grande necessidade.

Como usar um decibelímetro U.S. Navy photo by Mass Communication Specialist Seaman James R. Evans/ Wikimedia Commons Entenda primeiramente a funcionalidade de um decibelímetro e aprenda a manipulá-lo conforme seus botões de comando: Display – Geralmente todos os aparelhos de decibelímetro apresentam as mesmas funcionalidades.

Após ligar o equipamento ele captará em poucos segundos a sonoridade do local e representará os resultados em sua tela que são interpretados da seguinte maneira: Over – O som está acima da faixa Under – O som está abaixo da faixa Fast – Pedido de resposta rápida do aparelho Slow – Pedido de resposta lenta do aparelho + – Bateria fraca. Além destas informações no display do aparelho aparecerão dados técnicos da medição como dBA e dBC.

O equipamento também possui uma tela de proteção contra o vento que deve ser utilizada em situações onde a força das ventanias ultrapasse a velocidade de 10 m/s. Jose Reynaldo da Fonseca/ Wikimedia Commons Como usar Ligue o aparelho pressionando o botão indicado.

O decibelímetro consiste em um microfone que é extremamente sensível às variações mínimas de pressão do ar sendo estas causadas através de vibrações em suas moléculas mediante a propagação sonora. Capte o som. Programe o decibelímetro para a função desejada de segure-o firmemente com as mãos procurando mover-se o mínimo possível.

Perceba os valores que vão aparecendo no display do aparelho e constate se está tudo de acordo com o esperado para a área em questão. É importante que o indivíduo responsável pela medição saiba manipular o aparelho pois existem funções de memorização de valores e comparações que podem auxiliar amplamente o trabalho de controle a cerca dos ruídos e interferências sonoras em um campo ou local revestido. Faça a leitura dos dados obtidos.

O decibelímetro apresenta basicamente os valores mais graves e agudos de um ruído em decibéis (dB) sendo estes de maior e menor intensidade respectivamente. Uma vez captada a pressão do ar pelo aparelho basta que o profissional responsável anote os resultados e compare-os com as expectativas e necessidades pré-definidas para uma área região ou indústria visando aplicar esta atividade sempre em constante execução na conquista de relatórios periódicos que serão fundamentais para o controle da segurança e das obrigações que devem ser cumpridas a cerca da poluição sonora.

Observação: Existem diversos modelos de decibelímetro disponíveis no mercado com preços que podem variar entre R$ 32000 e R$ 2.34950 dependendo da marca e do alcance de medição de cada aparelho.

Profissionais da área de segurança do trabalho utilizam bastante o decibelímetro para identificar ruídos e interferências sonoras em campos de obra e demais locais de atuação principalmente no sentido de “prever” situações de risco e controlar a utilização de materiais e tantos outros recursos no ambiente organizacional.

0 152 views

Como tirar vírus do PC

Você percebeu nos últimos dias que o seu PC está mais lento travando e com erros frequentes? Cuidado! Estes sinais podem ser indícios de que há presença de vírus em seu computador o que além de comprometer o funcionamento correto de sua máquina e sistema operacional pode roubar dados de cartão de crédito e sinais de seus logins!

Estes são os principais motivos da criação constante de vírus para computadores. Invadir contas roubar dados lesar pessoas entidades entre outros. Uma verdadeira praga do mundo tecnológico e virtual. Um simples clique em lugares não confiáveis pode gera uma grande dor de cabeça ao usuário de computadores e internet.

Como tirar vírus do PCUma das principais dicas que os especialistas dão é a de se evitar clicar em tudo o que vê pela frente na internet não acessar sites de gosto duvidoso pornográficos por exemplo e não abrir e-mails suspeitos. Principalmente aqueles e-mails com remetentes obscuros e de atualizações de banco online ou ainda de sorteio de carros e casas que você sequer participou.

Agora se for tarde demais seu computador esta funcionando a passos de tartaruga e infectado de vírus não se desespere antes de tomar uma atitude radical como formatá-lo você pode tirar vírus do PC usando antivírus. Não sabe nem como começar nem como proceder?

Nós daremos o passo a passo e todas as dicas para você saber como tirar vírus de sua máquina. Vamos lá: Passo a passo Caso não tenha um antivírus no seu computador o primeiro passo é instalar um. Você pode usar algum que seja pago ou gratuito. Há dezenas de sites que oferecem antivírus gratuitos para download. Como sugestão você pode ir ao site baixaki ( www.baixaki.com.br ) e baixar o antivírus AVG. Ao baixar o arquivo clique para instalar e siga todas as instruções da tela.

Ao finalizar o processo e instalação abra o antivírus em seu PC. Certifique-se de que o antivírus esteja atualizado. É notório que os crackers e hackers criam todos os dias novas pragas para infectar o seu computador daí a importância de se ter o antivírus atualizado.

Na dúvida clique em “atualizar agora”. Agora clique em “verificar agora”. O AVG ira rodar no computador e fazer uma varredura encontrando todas as pragas existentes em sua máquina tais como cavalo de troia (trojans) malwares spywares entre outros.

Ao final da varredura que pode demorar horas aparecerá uma lista das infecções e processos a serem executados como por exemplo mover para a quarentena ou excluir. Deste modo você pode optar em remover os arquivos infectados excluindo de seu PC os temidos e malditos vírus! Programas complementares como antimalwares e antispywares também são recomendados. Certifique-se ao instalá-los de que eles não entrarão em conflito com o antivírus.

Outra dica importante é manter habilitado o firewall de seu computador. Cuidado com o uso de pendrives e demais mídias removíveis. Se você costuma usar um pendrive em lanhouse e porventura usa o mesmo em seu PC o risco de contaminação é certo.

Seguindo estas dicas você diminuí a chance de infectar seu PC e elimina as pragas virtuais. Boa sorte!

0 77 views

Como criar fontes para meu computador Você já deve ter entrado em vários sites ou blogs e com certeza deve ter percebido que o autor de cada um deles usa um determinado tipo de formato nas “letras” usadas. Talvez tenha notado também que alguns deles são mais fáceis de ler outros mais difíceis e cansativos. O motivo dessa facilidade ou dificuldade é o tipo de fonte escolhida. Existem varias definições para a palavra FONTE. Falamos em fonte quando queremos nos referir a causa ou origem de algo quando citamos o texto original de uma obra ou ainda quando citamos de onde vem a eletricidade gerada recursos renováveis água etc. Mas há também esse tipo de fonte que poucos conhecem e tem o domínio que são as fontes tipográficas e aqui trataremos das fontes tipográficas digitais . Importantíssimas pois são através delas que toda a mensagem do texto é transmitida. Com certeza você já escreveu no Word muitas e muitas vezes e já percebeu que na parte superior da tela existe uma “barra de formatação” . Nesta barra há uma área onde você seleciona o estilo de letra que vai usar em seu texto – Arial Verdana Times New Roman Garamond Calibri etc. Esses estilos são as diferentes formas das fontes disponíveis que embora sejam muitas são ainda bem limitadas. Se você quer inovar só será possível criar ou mudar uma fonte através de programas que possuem um editor para essa finalidade e cada um funciona de uma forma. Há os programas pagos e há outros gratuitos. Vamos aqui dar alguns passos para você criar ou modificar uma fonte através do programa Font Modify. Procure pelo Google algum site para baixar esse programa. Com o programa instalado clique em Arquivo 〉 Abrir 〉 Fonte Instalada . Escolha a fonte que você deseja alterar selecione e clique em OK. Selecione o caractere que você vai mudar e clique duas vezes sobre ele. Note que se abrirá uma tela com o caractere escolhido e nele haverá pontos. Clique nesses pontos e arraste modificando assim o traço da fonte – Pontos quadrados irão traçar retas enquanto pontos em forma de círculo traçam linhas curvas. Se desejar criar acrescente novos pontos clicando em Pontos 〉 Opção desejada . Repita o procedimento em todas as fontes que desejar mudar ou criar novas a partir delas clicando em Fontes〉Instalar. Se você for bom em desenho com esse programa poderá criar um caractere numa folha de papel scanear e vetorizá-lo. Para isso abra um bloco vazio clique em Arquivo 〉 Converter Bitmac para vetorial . Pode usar também imagens já prontas. Dicas: É importante que ao criar ou modificar uma fonte você se pergunte se ela está adequada e corresponde ao público que irá acessar o site ou ler as informações que você quer passar. O site de um hospital ou de uma rede de escritórios de advocacia por exemplo devem ser escritos com fontes formais. E ao contrário é recomendado usar fontes mais descontraídas para sites direcionados a crianças e ao público jovem . Para não errar visite vários sites e analise cada programa à fim de verificar o tipo e a qualidade de cada fonte utilizada. Bom gosto bom senso e criatividade são fundamentais para dominar essa técnica. Boa sorte! Informática software e acessórios Outros softwares

0 101 views

Como configurar o teclado Você gostou do teclado sem fio que está em promoção ou comprou um notebook novo que veio com teclado em inglês ou ainda os acentos do seu teclado não estão corretos? Em ambas as situações é necessário configurar o teclado. O Windows inclui suporte para vários idiomas para o teclado do PC e você pode escolher qual usar de forma independente do teclado ou do idioma do sistema operacional. Siga as “dicas” sobre como alterar e configurar o teclado deixando a seu gosto de maneira rápida e simples. Via Flickr Como acrescentar um novo Idioma ao teclado Tudo que você precisa fazer para adicionar um idioma ao teclado é clicar com o botão direito do mouse sobre o indicador da língua colocado próximo ao relógio do Windows e selecione “Configurações” no menu que aparece. Na janela que se abre você vai ver a lista de idiomas instalados atualmente para o teclado. Para adicionar outra clique no botão Adicionar escolha o idioma que você deseja adicionar (por exemplo Português (Brasil)) defina o teclado no sub-menu coloque uma marca de seleção ao lado do idioma a ser adicionado e clique em OK duas vezes. Pronto você acabou de acrescentar um novo idioma ao teclado adicionando suporte para outro idioma diferente do padrão mas a língua principal do teclado ainda é a antiga. Para alterar rapidamente o layout a ser usado para o teclado abra o aplicativo que você deseja usar o teclado na nova língua (por exemplo o Word ou o Internet Explorer) clique no indicador de idioma localizado próximo ao relógio do Windows e selecione o idioma a ser usado no menu que aparece. Você pode fazer o mesmo utilizando a combinação Alt + Shift no teclado do seu PC. Como deixar o Idioma escolhido como padrão Se você quiser fazer a mudança permanente e definir a língua portuguesa como o layout do teclado padrão em seu PC faça assim: Clique com o botão direito do mouse sobre o indicador da língua colocado ao lado do ícone do relógio e selecione o item Configurações no menu que aparece. Na janela que abrir selecione o idioma que você deseja usar como o idioma principal do teclado e clique primeiro em Aplicar e depois em OK para salvar as alterações. Via Flickr Como usar o teclado no lugar do mouse O mouse parou de funcionar de repente e você precisa terminar uma tarefa ou trabalho já iniciado. Ainda nos resta uma opção para realizar tal coisa: usar o teclado no lugar do mouse. Tanto no Windows como no Mac há opções de acessibilidades avançadas que entre outras coisas permitem transformar algumas teclas do teclado em um mouse. Para aprender a clicar com o teclado no Windows você deve primeiro ativar o controle do cursor a partir das configurações de teclado do sistema operacional. Acesse o “Painel de Controle” (no menu Iniciar) e clique em “Acessibilidade” e depois em “Alterar o funcionamento do teclado”. Na janela que se abre coloque uma marca de seleção ao lado de “Ativar as teclas do mouse” e clique primeiro em Aplicar e depois em OK para salvar as alterações. Se você quiser ajustar a velocidade do movimento do ponteiro com o teclado ou outras configurações semelhantes clique em “Configurar as teclas do mouse”. Neste ponto o controle do mouse via teclado está ativo. Para habilitá-lo basta pressionar a combinação de teclas ALT + SHIFT + NUM LOCK e use o teclado numérico do teclado do seu PC (ou chaves se você usar um notebook sem teclado numérico) para controlar o cursor do mouse. Para clicar com o teclado o que você tem que fazer é pressionar a tecla 5 no teclado numérico; e para simular um clique duplo você pressiona 5 duas vezes seguidas. Via Flickr Mesmo no Mac o procedimento é muito simples basta clicar no “Computador Apple” depois em “Preferências do Sistema” e marque a opção “Acesso Universal”. Pressione a tecla “Option” cinco vezes para ligar as teclas do mouse ou desligar. Neste ponto pressione a tecla Alt no teclado do seu Mac por cinco vezes consecutivas e comece a controlar o mouse usando o número 7 chaves 8 9 U I O J K e L. Para transformar o único clique você tem que usar em tecla chave do teclado e para simular o clique direito mantenha pressionada a tecla CTRL. Boa sorte! Informática software e acessórios Informática software e acessórios

0 81 views

Como encontrar os melhores jogos de corrida na Internet Você gosta de velocidade? Carros fantásticos motos ultramodernas e veículos de potência máxima? Então certamente você curte jogos de corrida aquelas competições de veículos onde só há um vencedor ao final de cada percurso. Pilotar verdadeiras máquinas com designs totalmente tecnológicos e sentir-se o campeão das pistas são os grandes atrativos e motivos principais da escolha cada vez maior dos jogadores eletrônicos que além de jogos RPG e multiplayer também apostam suas fichas nos títulos do gênero corrida. São inúmeros os games deste segmento que trazem vários veículos das mais famosas marcas e modelos réplicas fiéis dos possantes que vemos nas propagandas de TV nas concessionárias e filmes de ação que dão ainda mais realidade á jogatina. E se você está pensando em iniciar um jogo novo de corrida aqueça os motores e prepare-se pois agora você vai conhecer os sites mais bacanas e especializados no gênero e todos eles são gratuitos só pra garantir sua diversão e comodidade. Via Flickr Melhores jogos de corrida da Internet – Onde estão: Baixaki – O site “Baixaki” é referência em downloads seguros e gratuitos tanto de games como também de programas e utilitários para o funcionamento de todo sistema operacional. Entre diversos títulos do gênero corrida a dica é o game “Need for Speed Word” um dos grandes clássicos de consoles como Playstation e Xbox. Os carros são totalmente personalizados as perseguições são constantes e não dá pra deixar o veículo parado um segundo se quer. Para jogá-lo é preciso baixar o software e cadastrar-se gratuitamente para ter livre acesso no jogo. Clique no seguinte link http://www.baixaki.com.br/download/need-for-speed-world.htm e comece a tocar o terror nas ruas e estradas da fictícia cidade do game. Superdownloads – O jogo “TrackMania Nations Forever” possui gráficos incrivelmente modernos e possibilita que pessoas do mundo inteiro joguem ao mesmo tempo no modo online disputando os melhores postos no ranking aumentando a competitividade e qualidade do game. Acesse o site http://www.superdownloads.com.br/download/167/trackmania-nations-free/ e tire suas próprias conclusões sobre o título. Jogos de corrida Online – Carros motos caminhões e rally’s. Jogos infantis e adultos dos mais diferentes níveis de dificuldade lhe esperam neste site até mesmo corrida espacial você pode encontrar lá tudo gratuitamente. Ficou curioso? Basta clicar no link http://www.jogosdecorridaonline.net/ e conferir as centenas de games á sua disposição. Jogolandia – Neste site existem inúmeras opções de jogos de corrida tanto de carros como também de motos e outros veículos que atingem altas velocidades na pista ou na areia e você com certeza encontrará um título que lhe agrade desafiando-o a bater todos os recordes anteriores. Acesse http://jogolandia.uol.com.br/corrida.html e Bom Jogo! AulaVaga – Outra boa opção para encontrar os melhores jogos na internet o site “AulaVaga” traz na categoria “corrida” os últimos lançamentos e os jogos clássicos do gênero um mais interessante e divertido que o outro. Não há limite de uso e todos sem excessão são completamente gratuitos e estão á sua espera no site http://www.aulavaga.com.br/jogos-online/corridas/ . Via Flickr Gostou das dicas: Então ligue sua máquina dê um ronco no motor e aventure-se nas pistas mais radicais do mundo dos games vencendo seus adversários e ocupando o posto mais alto do podium. Boa Sorte! Informática software e acessórios Jogos para computador e online

0 65 views

Como configurar um roteador wireless Você certamente já ouviu falar em roteador mas se não compartilha internet com outros computadores provavelmente ainda não conhece. Mas se você tem internet em um ponto e deseja conectar de outras máquinas precisa conhecer. Roteador é um pequeno equipamento que possibilita que vários computadores de uma mesmaresidência pequenas empresas ou departamento de grandes empresas se conectem à internet. Sem ele cada computador precisaria da contratação de uma internet. O roteador identifica quando outro computador note ou netbook se conecta e define um endereço de IP para essas máquinas adicionais e organiza como os dados trafegarão na rede. Existem roteadores mais simples e mais sofisticados bem como várias marcas e modelos diferentes e para configurá-lo é preciso contratar um técnico ou a partir de um passo a passo fazer a própria configuração economizando dinheiro e ganhando tempo. A palavra roteador é originada da palavra inglesa router que significa encaminhador. Geralmente os roteadores wireless vêm com instruções para que o próprio cliente possa configurá-lo. Essas informações vêm no verso da caixa ou em encarte que a acompanha. Via Flickr As referidas informações podem soar estranho e complicado se não tiver nenhum conhecimento com computação mas poderá ser possível de ser configurado por quem tem conhecimentos em nível médio a alto. O passo a passo de como configurar roteador wireless está dividido em duas etapas. É recomendável que o iniciante leia primeiramente todo o passo a passo antes de iniciar a configuração. Veja como configurar: Etapa de verificação dos Cabos Conecte o cabo “Ethernet” em uma das portas LAN no seu modem de rede para a porta “internet” ou WAN como também é chamada. Agora conecte cabo “Ethernet” de LAN do roteador a ser configurado na porta Ethernet do seu notebook estando ele desligado. Ligue o modem de rede depois o roteador e em seguida o notebook (nessa sequência). Espere todas as luzes acenderem no(s) modem(s) e que seu roteador indique WAN e LANconectadas. (o fabricante informa no seu manual quais cores de LED acenderão para indicar o êxito na conexão. Se o roteador que pretende configurar for usado por segurança dê um “reset” para que recuperar as configurações . O botão reset dos roteadores são muito pequenos na parte de traz ou na lateral dependendo do modelo/marca e precisa de um palito de dentes ou algo semelhante para apertar tal botão. Via Flickr Etapa de definições A forma mais recomendada para configurar roteador é conectando o cabo dele no notebook (ou computador de mesa). Combine as definições de rede do seu computador com as definições de porta LAN. Notem que os roteadores têm conjuntos onde contém informações de rede: WAN e LAN. Definições WAN dizem respeito às informações coletadas do ISP que fornece a conectividade com a internet. Já o endereço LAN IP é na verdade o IP privado do roteador não acessível pela internet e é também o endereço padrão dos IPs da sua rede interna doméstica. Mesmo tendo esse passo a passo que auxilia leigos a configurar satisfatoriamente é relevante ler as instruções do fabricante na embalagem do equipamento pois há sutis diferenças entre a configuração de uns e outros modelos. Boa Sorte! Informática software e acessórios Configurando redes

0 64 views

Como remover o papel de parede do computador Você entrou em um site baixou papel de parede e ficou com ele durante tempos no seu computador. Agora já passou o entusiasmo e simplesmente perdeu a graça. Já tentou de tudo para retirá-lo: rodou o PC todo revirou o Windows e até agora nada. Saiba que é muito simples remover o wallpaper. Não é preciso grande mão-de-obra ou baixar programas para tirar o papel de parede nada disso. O único passo que deve ser dado é preparar o ambiente da área de trabalho para que tudo possa ser feito tranquilamente. Veja então o passo-a-passo: Se estiver com alguns programas abertos minimize tudo para que você possa trabalhar tranquilamente. Na área de trabalho clique com botão direto do mouse e se o seu Windows for o 7 clique em Personalizar. Após isso no lado esquerdo abaixo clique em “plano de fundo da área de trabalho”. Para remover clique em limpar tudo. Há a possibilidade de escolher outro wallpaper. Basta clicar no botão “procurar” e escolher aquele que você quer colocar. Caso o seu Windows seja o XP clique com o botão direito sobre a área de trabalho e em seguida em Propriedades. Na aba escolha o plano de fundo em uma listagem já mostrada pelo programa. Outra chance é definir o wallpaper nas suas pastas nas suas imagens. Clique em percorrer Vá para a pasta que você quer e defina a sua imagem. Agora que você já sabe como retirar papel de parede do computador aproveite também para personalizar um pouco mais a sua área de trabalho. O próprio wallpaper por exemplo não precisa necessariamente estar inteiramente na tela. Existem opções de deixá-lo da forma que mais lhe convier: centralizado com o fundo da cor desejada; opção lado-a-lado em que a imagem fica toda em pequenos quadradinhos; preenchida que é a modalidade em que a foto toma conta de toda a área de trabalho assim como ajustada e estendida cada qual com suas peculiaridades. Outra maneira de personalizar a área de trabalho é mudar as cores das barras modificar a aparência dos ícones e também escolher ainda uma proteção de tela da sua preferência. As opções são oferecidas pelo próprio sistema operacional mas também é possível buscar na internet diversas imagens que vão servir como ícones. Caso você saiba trabalhar com programas de edição de imagem também pode criar os seus próprios. Seja de que maneira for é possível deixar tudo bem a sua cara. Praticamente tudo o que você quiser pode ser modificado na aparência do seu computador pessoal. Fontes tamanhos resolução das imagens velocidade do mouse ponteiros teclado sons aparências enfim o que você quiser pode ficar ao seu gosto e ainda pode ser restaurado ao padrão inicial. Tudo isso seguindo o mesmo passo inicial da remoção de papel de parede: clique com o botão direito do mouse na área de trabalho e depois vá para personalizar. A partir daí escolha aquilo que mais te agradar. Boa sorte! Informática software e acessórios Problemas e dicas do Windows

0 103 views

Como inverter texto ou link Você encontrou aquele download tão procurado depois de buscar por horas na internet e quando pensa que baixar ele vai ser extremamente fácil se depara com um protetor de link chato que impede que você continue o processo e solicita que você clique em propagandas digite o número do seu celular e aí vai… Quem nunca passou por essa história na internet? Infelizmente poucas pessoas sabem que é muito fácil evitar esse tipo de situação quebram a cabeça e acabam caindo nessas propagandas. Esqueça esse tipo de problema pois hoje vamos ensinar como inverter textos e links para que você baixe os seus arquivos facilmente e burle esses protetores charlatões. Confira! flickrsven/ Flickr Invertendo da maneira antiga Como o nome já diz o processo de inverter um link consiste em digitá-lo de trás para frente fazendo com que a URL fique invertida; Essa é a solução para burlar os protetores pois donos de sites invertem os seus endereços para que as pessoas cliquem nas propagandas e gerem assim renda para o site; Apesar de parecer simples digitar o link inteiro ao contrário pode ser um processo muito desgastante principalmente se você é acostumado a baixar muitos arquivos por dia então fique ligado pois no próximo passo mostraremos algumas maneiras mais fáceis para inverter. toxygene/ Flickr Invertendo rapidamente Se você quer o link correto na hora sem precisar ficar digitando código por código temos algumas opções de sites que fazem todo o trabalho por você bastando você acessar o endereço copiar e colar o link e depois ter o seu texto invertido na hora; No endereço : http://www.nafaixa.net/inverter-link/ basta você colar o link protegido no campo “insira aqui” e em poucos segundos o site irá gerar o link correto pronto para ser acessado. No endereço: http://www.inverterlink.com.br/ você tem uma opção mais completa que consegue decifrar até mesmo links protegidos com códigos mais difíceis de burlar e o diferencial desse site é que na tela inicial são demonstrados alguns links de exemplo daí basta você colar o seu e verificar a qual tipo de código ele pertence acertando em cheio na melhor maneira de inverter. No endereço: http://www.marlonvinicius.com.br/inverte.php você encontra uma opção eficiente também para inverter textos completos o que facilita o trabalho com uma resposta imediata e certa. Dica Embora em muitos sites os protetores de sites são destinados a publicidade em algumas situações você pode cair em uma das famosas armadilhas da internet e clicar em algum campo que tenha um vírus escondido então nunca clique nos campos duvidosos em sites desconhecidos e utilize as dicas para inverter os links na hora que acessar os sites de download evitando assim que você seja levado à situações de enganação ou imposição de propaganda Libelul/ Flickr Chega de ficar perdendo tempo buscando mil maneiras de burlar os links e acessar os espaços escondidos dos sites de download. Agora você tem os segredinhos para baixar os seus arquivos rapidamente e sem cair nas pegadinhas da internet. Gostou dessa dica? Então saiba mais sobre tecnologia e internet com os nossos artigos e fique sempre ligado nos segredos e dicas imperdíveis para você fazer até mesmo as coisas que parecem mais difíceis. Boa sorte! (Imagem Destaque: flickrsven/ Flickr ) Informática software e acessórios Internet

0 117 views

Como recuperar arquivos deletados do cartão de memória Você é do tipo que confia em tecnologia? Mas e quando a tecnologia acaba traindo você? Afinal quem nunca passou por um aperto ao descobrir que todas as suas fotos que estavam no cartão de memória foram apagadas? Ou que arquivos importantes foram perdidos em uma formatação ou erro no cartão? Consegue imaginar o desespero de perder dados importantes do trabalho do curso ou mesmo as fotos das suas férias mais importantes? Infelizmente esse tipo de contratempo ocorre o tempo todo. Mas você sabia que a tecnologia pode também ser uma ferramenta importante na recuperação dessa perda? Atualmente existem algumas soluções interessantes disponíveis na Internet para os desesperados de plantão! Veja a seguir dicas importantes sobre como recuperar arquivos deletados do cartão de memória. Asim18/ Wikimedia Commons Para computadores (sistemas operacionais -Windows Mac etc) Recuva – Um dos softwares mais conhecidos e utilizados pelos internautas trata-se de um programa que faz a varredura o espaço no caso o cartão de memória para checar o histórico de armazenamento realizado pré formatação ou exclusão. Ele possui uma opção interessante chamada “recuperação profunda” que vasculha de maneira mais detalhada as possibilidades de trazer de volta o arquivo perdido. É um software gratuito e pode ser encontrado para download na Internet. Remo Recover – Outra solução gratuita para recuperar seus arquivos. Ele funciona via computador assim como o Recuva e faz uma varredura completa do que deseja detalhar. Trata-se de uma opção rápida com interface organizada e com visual moderno (inspirado no layout do Windows 8). Para smartphones ou tablets (sistema operacional Android) Remo Recover for Android – Destinado à recuperação de arquivos deletados em celulares o Remo for Android capaz de trazer de volta arquivos como músicas vídeos imagens e até mesmo os arquivos em APK (pacotes de aplicativos para android). Tem uma boa qualificação na Internet e interface de boa apresentação. Esse app é gratuito e pode ser encontrado tanto na web quanto na Play Store da Google. Evite problemas veja abaixo algumas dicas sobre como (e onde) salvar seus arquivos sem correr o risco de perder tudo em uma formatação. Com o avanço da Internet os serviços de “armazenamento em nuvem” tem crescido consideravelmente. Hoje podemos escolher entre as opções de nuvem com armazenamento gratuito ou de baixo custo para espaços maiores (caso necessário). E antes que você pergunte os seus arquivos não ficarão disponíveis para qualquer pessoa a menos que você solicite o compartilhamento dos mesmos! William Hook/ Flickr Box.com – Serviço lançado em 2005 é um dos pioneiros em armazenamentos em nuvem possibilitando o acesso de qualquer lugar. Possui 5 GB (Gigabites) de espaço para o envio gratuito e compartilhamento de arquivos e pastas. SkyDrive – Serviço da Microsoft gratuito e com um dos maiores espaços para armazenamento gratuito encontrado no mercado. São 7 GB de espaço e compartilhamentos totalmente sem custo. Google Drive – Assim como os demais softwares é uma opção gratuita. Porém conta com apenas 5GB de compartilhamento se comparado ao SkyDrive. Uma ferramenta interessante no Google Drive é o acesso via aplicativo isto é você pode baixar o app do Google Drive e acessar seus arquivos via celular (não apenas acessar como compartilhá-los). Sabemos que mesmo com todas as opções que a tecnologia nos oferece sempre seremos pegos de surpresa. Fique sempre ligado nas dicas para evitar o desespero as soluções mais importantes serão sempre postadas aqui. (Imagem Destaque: masatsu/ Flickr ) Informática software e acessórios Gerenciamento de arquivos

0 67 views

Como ripar blu ray Você comprou seu filme favorito ou aquele musical que tanto queria em Blu-ray tudo com a melhor definição disponível no mercado. O coração fala mais alto e você não quer correr o risco de perder a sua relíquia tão desejada porque a mesma foi danificada no uso. Então o que fazer? A resposta é ripar. Ripar numa forma grossa e direta de definir não é nada mais que copiar o conteúdo principal de seu disco para dentro do computador em um formato acessível para assistir. Ou seja você transforma o seu Blu ray em um arquivo de computador. Embora pareça complicado existem ferramentas no mercado que realizam essa tarefa. Vejamos agora como fazer. Material necessário DVDFab HD Decrypter; Sistema operacional Windows; Leitor do Blu-ray; Disco original a ser ripado; De 20 a 50 GB de espaço livre no HD (conforme o disco a ser ripado. futundbeid/ Flickr Passo a passo Vá até o site do DVDfab e baixe o DVDFab HD Decrypter. O software é comercial (pago) no entanto você pode utiliza-lo por um período limitado para depois comprar se lhe interessar. Baixe-o e instale-o em seu PC. Coloque o seu disco no leitor de Blu-ray e em seguida abra o DVDFab. Se estiver usando a versão trial (sem registro) deverá abrir uma tela de oferta clique em “Start DVDFab” para seguir adiante com o programa. A interface é bem intuitiva no seu canto esquerdo você encontrará um menu com diversas opções para se trabalhar com cópias de seus DVDs e Blu-rays. Para podermos usar em computadores e outros dispositivos clique em “Blu-ray Ripper”. No sub-menu que vai abrir procure pelo formato mais adequado para suas necessidades na dúvida escolha “AVI” que está localizado no submenu intitulado “More”. Depois escolha o disco em “Source” se já não estiver aparecendo e o destino em “Target”. Confira as informações especialmente as de linguagem. E comprovando que está tudo correto finalize clicando em “Start”. Esse processo demorará algum tempo visto que discos de Blu-ray são pesados e exigem muito espaço. No fim o seu filme estará ripado no local que escolheu em Target. Se gostou do programa poderá adquiri-lo ao fim do termino do período de avaliação caso contrário basta desinstala-lo. Dicas Pirataria é crime no entanto não há problema em ripar um disco seu para uso próprio (cópia de emergência) contanto que a mídia seja original. Não comercialize o ou venda o arquivo. Tenha certeza de que há um bom espaço sobrando em seu PC pois ripar um disco de Blu-ray pode consumir até 50 GB de espaço em seu HD. É possível copiar a imagem do disco para posteriormente utiliza-lo em uma cópia de emergência para isso utilize os recursos do menu “Blu-ray Copy”. edyourdon /Flickr Ripar o disco lhe possibilita o uso de um mesmo conteúdo em mídias diferente. Assim você poderá levar seu filme favorito dentro de seu tablete durante uma viagem ou transferi-lo para um celular. Enfim as possibilidades são grandes e quem ganha é você. Cuide bem de seu original pois hoje o que é fácil amanhã poderá se tornar relíquia. Muitas vezes não reconhecemos os tesouros que temos guardados em casa. Bom divertimento e boa sorte! (imagem destaque:eblaser/ Flickr ) Informática software e acessórios

0 141 views

Como fazer mascotes Você certamente já se encantou com alguns deles. São carismáticos geralmente otimistas e produzem uma ligação única com a marca que os representa. As mascotes são literalmente a cara de uma empresa e de quebra seu melhor vendedor. Afinal de quem você lembra quando vê Sonic? Ou o Mário? Apesar de eficiente criar uma mascote não é tarefa fácil. Não existe programa ou uma receita pronta de como conceber uma mascote a regra principal é a criatividade e imaginação do autor. A mascote sequer precisa ser um desenho afinal um bichinho de estimação também é uma mascote. Lembra do cachorrinho do IG? Vamos ver agora algumas dicas de como fazer mascotes. Tama Leaver / Flickr Passo a passo É importante definir primeiro o que representa melhor a marca que vai utilizar a mascote. Ou seja que coisa possui a cara da marca. Embora se utilize muitos bichos como mascote das marcas uma mascote pode ser qualquer coisa que se identifique com a marca seja um bichinho pessoa ou objeto. Em alguns casos a mascote surge naturalmente eleita pelo próprio público como foi o caso do cachorro vira-latas Biriba que virou mascote do Botafogo ao invadir o campo em um jogo. Definido o que representa melhor a marca é hora de trabalhar a “personificação” da mascote. A mídia usada pode ser qualquer uma isso depende do artista e do perfil da empresa. Se você for criar um desenho o que é mais comum comece fazendo várias versões da mascote. Ela precisa sempre aparentar felicidade e satisfação afinal ele está feliz com a marca. A regra vale também para quando a mascote é algo real como um ser vivo. Neste caso a mascote deve ter uma imagem trabalhada a fim de se promover uma identificação com o público. A mascote precisa carregar a as cores da empresa. Pode ser em suas roupas ou no próprio corpo. Há casos em que a mascote da empresa é o próprio produto. Veja o exemplo da esponja de aço assolam ou o “chipinho” da Claro. Como a mascote é uma representação personificada da marca ela precisa passar isso sem precisar dizer uma palavra. Definido todos os detalhes crie várias versões do desenho ou imagem da mascote. Prefira trabalhar com tudo de forma digital para futuras correções. Por melhor que fique sua ideia é o cliente ou o proprietário da marca que tem poder para decidir se a mascote identifica ou não seu produto ou empresa. Portanto esteja preparado para abrir concessões. Happy Worker / Flickr Dicas Não tenha medo de inovar. A maioria das mascotes feitas hoje em dia estão dentro de uma “Zona de conforto” dos artistas. Se você for criativo certamente sua mascote chamará mais atenção. Não se preocupe com o programa ou a mídia que você vai utilizar no processo de criação de uma mascote isso não é importante. A sua imaginação é a ferramenta principal no processo de criação. Ter uma mascote de sucesso não é fácil mas o objetivo não é esse. Se preocupe com a identificação da marca e seja imaginativo. Você já tem tudo que precisa para criar uma mascote basta você investir em si mesmo. 10% é imaginação o resto é trabalho. Boa sorte! (Imagem destaque: Nick Royer / Flickr ) Informática software e acessórios Softwares gráficos

0 132 views

Como converter AVI para DVD Você baixou aquele filme no seu computador mas queria mesmo era vê-lo na TV da sala esparramado no sofá? Ou será que precisa apresentar um vídeo da internet na sua escola faculdade ou empresa e só te ofereceram uma televisão ligada a um aparelho de DVD? Se você não dispõe de um computador e uma TV ambos com saída HDMI ou de um projetor multimídia (conhecido por ai como datashow ) vai precisar fazer o seu vídeo funcionar no aparelho de DVD e isso vai requerer algum trabalho. Mas veja pelo bom lado você poderia ser obrigado a usar um videocassete ! houdini_cs / Flickr Um dedinho de prosa antes do “mãos à obra” AVI Um dos formatos de vídeo mais versáteis e comuns por ai é o AVI. Por quê? Porque é o padrão de vídeo estabelecido pela Microsoft desde 1992 e sabe-se que hoje mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo utilizam em casa e no trabalho uma das versões de seu sistema operacional o Windows. Mesmo com toda essa idade e tendo lá suas limitações o formato ainda é largamente aceito em uploads além de utilizado com grande frequência por editores de vídeo. AVI é uma sigla para Audio Video Interleave. DVD Originalmente DVD se referia ao disquinho plástico em si mas essa definição mudou um bocado até chegar no que usamos hoje: temos DVD como a mídia física (e às vezes como o aparelho que roda essa mídia) e temos Formato DVD como arquivos que são encontrados dentro dos discos de filmes. Esses arquivos de extensões VOB BUP e IFO são divididos em pastas numa estrutura padronizada dentro do disco necessária para que um aparelho DVD Player consiga reproduzi-lo. Um pouco de história Em seus primórdios o termo DVD era uma sigla para Digital Video Disk o que ilustrava bem a finalidade do produto já que nesse tempo era utilizado para visualizar videos e filmes não servindo com a frequência atual para armazenamento de arquivos de computador e para jogos . Posteriormente os donos da patente resolveram mudar para Digital Versatile Disk e hoje apenas DVD sem sigla mesmo. Ao que tudo indica o DVD é um descendente do LaserDisc popularizado nos anos 90 que era basicamente um DVD mais ou menos do tamanho de um disco de vinil . O filhote é mesmo a cara do pai não é? É tudo um saco mas nós podemos ajudar Converter vídeos já é uma tarefa chata sem dúvida. Mas a coisa mais chata em se converter vídeos é tentar encontrar um software gratuito que cumpra direito o prometido. Sim porque há pela internet uma grande variedade de programas demo que convertem apenas uma porcentagem do vídeo original daí você perde seu tempo baixando instala aquelas barras horríveis no seu navegador e quando vai mesmo para os finalmentes descobre que o arquivo convertido saiu incompleto e que terá de voltar à estaca zero. Já que você vai ter que passar pela conversão do seu arquivo AVI de qualquer maneira podemos lhe ajudar a poupar seu tempo indicando programas bons para esse fim e claro como usá-los. Contudo se você dispuser de uma graninha pode comprar programas profissionais como o Adobe Encore o PowerDirector 8 o Nero ou o Sony DVD Architect Pro que valem muito a pena se você quiser se aprofundar na criação de DVDs. Usuário do Windows 7? Moleza pra você! Meu amigo você quer gravar um DVD com um ou mais arquivos AVI e tem o Windows 7 no seu computador? Hoje é seu dia de sorte! É muito simples: Clique em “Iniciar” que é o ícone redondinho do Windows ali na extremidade inferior esquerda da sua tela; Menu aberto apenas digite “Criador de DVD”. Deverá aparecer na mesma janelinha uma única opção de nome “Criador de DVD do Windows”. Clique nela; Abriu o Criador de DVD do Windows arraste o(s) arquivo(s) AVI para lá. Se quiser customizar o nome do seu disco há na parte inferior central dessa janela o campo “Título do DVD:” seguido de um espaço com a data de hoje; apague a data e renomeie como quiser o seu DVD. Agora clique em “Próximo” ali embaixo no canto direito; A janela em que você estará agora deve mostrar como ficará o menu do disco. Há diversas opções ali que vão te permitir personalizar completamente a parte inicial do seu DVD mas você pode escolher não mexer em nada sem problema. Depois disso ai clique em Gravar e pronto. O programa deve pedir para você inserir agora o DVD virgem que daqui a pouco estará com seu vídeo. Com o DVD dentro do drive o próprio Windows vai gravar e ejetar o DVD quando tiver terminado a gravação. Moleza. Não usa Windows 7? Vamos lá. Se você não usa o Windows 7 vai precisar baixar um software para gravar seu DVD. Fora os programas pagos citados anteriormente e todos aqueles gratuitos frustrantes que não resolvem o problema há um bem grátis legal chamado “AVI to DVD Free”. As dicas abaixo são para usá-lo. Abra seu navegador e entre em www.avitodvdfree.com. Lá procure no menu superior “Download” e clique. Você será redirecionado a uma página onde há informações para download de outras versões do programa apenas clique no botão verde “Download Now” e instale o programa normalmente; Abra o “AVI to DVD Free” que deve ter criado um atalho na sua área de trabalho. A interface do software é bem direta não tem como errar; clique em “Add Video Files” procure e selecione um ou mais videos que você vai querer no seu disco clique em Abrir; Clique em “Convert & Burn Now”. O programa deve pedir para você inserir agora o DVD virgem que daqui a pouco estará com seu vídeo. Com o DVD dentro do drive o próprio programa vai gravar e ejetar o DVD quando tiver terminado a gravação; Se tiver interesse nos arquivos em Formato DVD que serão gerados e utilizados no seu disco por padrão eles vão estar em “C:Users(seu usuário)AppDataRoamingAvitoDvddvd-vob karindalziel / Flickr Com o disco gravado direitinho sempre faça um teste prévio em um aparelho de DVD doméstico antes do uso de verdade. Se rodar no seu aparelho deve rodar em todos e ai é só partir pro abraço! Bom filme ou boa sorte com a sua apresentação! (Imagem destaque: Mark Mrwizard / Flickr ) Informática software e acessórios Softwares de vídeo e áudio

0 77 views

Como organizar a área de trabalho do seu computador Vivemos em um mundo onde a presença de um computador se faz cada vez mais presente. Para muitos o computador é a principal ferramenta de trabalho e/ou fonte de lazer contendo diversos programas para realizar as mais diversas atividades… programas estes que tendem a ser organizados na área de trabalho( também denominado desktop ) do computador. Neste tutorial você confere dicas que vão evitar que sua área de trabalho fique bagunçada com tantos ícones e programas diferentes. Dicas Rodrigo Galindez /Flickr Defina suas prioridades. Olhe para sua área de trabalho agora e se pergunte quais programas ali exibidos você usa com mais frequência? Escolha um número apropriado e deixe os seus ícones de forma que tenham um acesso mais rápido. Esse movimento evitará que você se perca achando seus programas mais utilizados. Evite ter muitos arquivos em sua área de trabalho. A menos que você edite frequentemente certos arquivos como textos planilhas e/ou ilustrações. Evite de tê-los em sua área de trabalho para evitar poluição visual. Prefira colocar esses arquivos em pastas como a “Meus Documentos”( não se esqueça de ter um atalho para essa pasta em sua área de trabalho) ou atalhos para os programas que os utilizam ( Word Photoshop Excel e semelhantes). Pois já se pode subentender que você utilizará esses programas com frequência. Organize pastas. Caso você tenha muitos programas e/ou arquivos que você necessita acessar rapidamente experimente criar pastas especificas para estes arquivos; Você pode achar que será um trabalho a mais ter de clicar mais de uma vez para achar o arquivo mas deixar sua área de trabalho mais “limpa” vai reduzir mais o tempo entre procurar e achar o programa que você precisa. Procure colocar nomes genéricos e de fácil assimilação nessas suas pastas como por exemplo: “Planilhas” “Imagens” “Games” etc. Não descarte também a ideia de deixar todas estas pastas centralizadas na pasta “Meus Documentos” Não tenha medo de excluir ou redirecionar atalhos. Se você não usa determinados programas há muito tempo… não tenha medo de deletar estes atalhos de sua área de trabalho de preferência aos programas mais utilizados sempre. Como alternativa você pode alocá-los para as pastas citadas no item anterior para não perder o rápido acesso quando precisar destes programas. Ceo1O17/ Flickr Use o menu iniciar e a barra de tarefas sabiamente. Se você desejar acesso rápido a seus programas e arquivos de uma forma diferente pode optar em arrastá-los para o seu menu “iniciar” ou a sua barra de tarefas. para tal simplesmente arraste o programa para a posição preferida( canto inferior esquerdo para menu iniciar e inferior direito para barra de tarefas) mas não coloque programas demais nestes locais para não dificultar seu acesso. Use um papel de parede agradável. Mais do que uma questão visual um bom papel de parede pode ajudá-lo a se achar em sua área de trabalho e evitar que você canse a visão procurando seus arquivos evite imagens muito claras e/ou muito escuras que podem dificultar a visualização de seus arquivos. Esperamos que com estas dicas você consiga organizar melhor sua área de trabalho e que sua produtividade aumente. Boa sorte! (Imagem Destaque: William Hook/ Flickr ) Informática software e acessórios Organizando seu desktop

0 87 views

Como recuperar arquivos deletados Vivemos em plena era da informática e tecnologia. Não importa onde você esteja seja no trabalho na faculdade escola curso os computadores são essenciais em nosso dia a dia e facilitam inúmeras tarefas que demoraríamos bem mais para realizar se não o tivéssemos. O fato é que caso você não tenha o costume de salvar cópias de seus arquivos e trabalhos (textos em Word fotos arquivos de filmes músicas etc.) você corre um sério risco de entrar em desespero futuramente. Sabe aquelas fotos da viagem inesquecível que você fez para outro país ou seu trabalho de conclusão de curso? Suponha que sem querer por engano você confundiu com outro arquivo qualquer e simplesmente o apagou. Lapsos acontecem não é mesmo? Via Flickr Se for o seu caso antes de se desesperar faça o seguinte: Localize no desktop de seu computador ou notebook o ícone da lixeira. Dê dois cliques para abri-la. Localize os arquivos que foram apagados por engano. Clique duas vezes nos arquivos que quer restaurar. Agora clique em “restaurar” e em seguida em “ok”. Pronto seu arquivo precioso foi salvo e restaurado na pasta de origem! Não é simples recuperar um arquivo deletado? Em um primeiro momento sim no entanto há casos mais graves! Via Shutterstock Imagine por exemplo que ao apagar um arquivo você usou o comando Shift + Delete ou ainda que além de apagar o arquivo você fez uma limpeza no computador e esvaziou a lixeira! Calma não se desespere pois você ainda tem uma chance de salvar e recuperar o que parece estar perdido para sempre! Há no mercado diversos softwares que prometem recuperar arquivos deletados da lixeira e pelo comando Shift + Delete. Conectado à internet acesse algum site de busca e digite Recuva. Este software é um dos de melhor reputação no tocante a recuperar arquivos deletados de computadores. Via Flickr Baixe o programa e instale em sua máquina. Agora siga os seguintes procedimentos: Abra o programa Na guia ações habilite as caixas “Mostrar arquivos ocultos do sistema” e “mostrar arquivos removidos de modo seguro”. Vá em “ok”. Ele voltará à tela inicial. Escolha em qual diretório o programa fará a busca do arquivo. Caso não lembre em qual diretório seu arquivo apago constava marque todas as opções. Este processo será mais lento porém é mais eficaz. Clique em verificar. O programa fará uma minuciosa varredura em seu PC ou Notebook. Durante o escaneamento você pode refinar a busca digitando no campo superior o nome do arquivo diretamente ou seu formato e extensão. Se for uma imagem em “jpg” digite “jpg”. O programa irá mostrar apenas os arquivos jpg deletados da máquina. Marque o arquivo que deseja resgatar e clique em “recuperar marcados”. Escolha o destino do arquivo a se recuperar. É mais aconselhado que seja em um HD externo ou pendrive. Clique em “ok”. Pronto! Seu arquivo foi recuperado e sua vida está a salvo! Via Shutterstock Agora faça você mesmo e desejamos sorte na recuperação do seu arquivo! Informática software e acessórios Dispositivos e drives de armazenamento

0 75 views

Como converter texto em áudio Vistos como ferramentas de inclusão os aplicativos e programas que transformam texto em áudio vêm ganhando cada vez mais adeptos. Se para as pessoas que possuem uma deficiência visual eles são essenciais para ter acesso a documentos e livros digitais para todos os outros são também importantes para facilitar o dia a dia. Independente de qual é o uso o que todos querem saber mesmo é como converter texto em áudio. Como converter texto em áudio Entre os mais conhecidos programas para a conversão de texto em áudio o freeware MEC Daisy o Ministério da Educação tem como objetivo ampliar a inclusão digital e educacional de pessoas com deficiência visual. Ele possibilita converter texto em áudio o que aumenta a acessibilidade às informações escritas. Existem vários disponíveis no mercado mas ou não são gratuitos ou não possuem versão em português. O MEC Daisy foi desenvolvido através do Mbrola Synthesizer pelo Ministério da Educação se tornando um verdadeiro kit de transformação de texto em voz. Nele estão incluídos um leitor que fala o texto enquanto o exibe na tela em letras grandes para facilitar a leitura por quem tem dificuldades visuais. Todos os ícones também são grandes e possuem áudio para auxiliar a navegação pela interface o que o torna uma maneira ainda mais fácil de como converter texto em áudio. Com isso torna-se possível transformar qualquer formato de texto disponível no computador em texto digital falado. A ferramenta está disponível gratuitamente no portal do Ministério da Educação. Para que se tenha como converter texto em áudio de maneira mais correta é importante estar com a versão mais recente do Java instalada no computador. Após a instalação do programa é possível ainda melhorar seu desempenho para que ele possa dar resultados mais satisfatórios. Para isso abra o Mec Daisy e clique em “Configurações”. Na aba “Preferência de Som na Interface” mude para “Preferencialmente Som Gravado”. Neste mesmo local é possível também alterar o volume e a velocidade de leitura . Caso o livro que você queira ler já venha com o texto narrado você precisará entrar nessa aba e mudar novamente a “Preferência de Som na Leitura do Livro” para “Preferencialmente Som Gravado”. Para ler e ouvir um livro basta abrir o programa e clique em “Abrir” (um livro fechado). Aparecerá a lista de livros disponíveis. Clique no desejado e pronto! Agora é só você curtir a leitura do livro podendo parar adiantar conforme sua escolha. Informática software e acessórios Softwares de vídeo e áudio

0 103 views

Como juntar vídeos Vídeos divertidos. Eles carregam sensações que vão da nostalgia e emoção mais profunda além de serem excelente ferramentas de ensino e aprendizado. A sétima arte que veio para conquistar os habitantes deste século. Claro que nem todo mundo tem um estúdio em casa mas na era da tecnologia isso não impede que você possa dar alguma contribuição. Muitas vezes baixamos ou gravamos vídeos que estão dívidas em clipes e isso pode tornar a experiência de assistir um pouco maçante. Para resolver isso existem várias ferramentas no mercado que servem para unir esses vídeos em um único arquivo algumas delas gratuitas. Vejamos agora como juntar os arquivos de vídeo. Você vai precisar de Programa “Movie Maker” mais recente; Computador; Windows XP ou superior; Arquivos de vídeos jencu/ Flickr Atenção Alguns formatos de vídeos proprietários como MOV comum em máquinas digitais costumam não funcionar bem e software de terceiros recomendo a conversão do arquivo para um formato mais comum como AVI ou WMV. Para isso utilize um programa como o gratuito FormatFactory. Passo a passo A Microsoft disponibiliza um programa gratuito para edição de vídeos dentro do Windows ele se chama Movie Maker e pode ser baixado gratuitamente clicando aqui . Entre no site clique em “Baixe aqui” e após completar o download execute o aplicativo de instalação e vai clicando em avançar até completar a instalação. Com o Movie Maker instalado abra o programa clicando em “Iniciar”; “Todos os programas”; “Movie Maker”. Com o programa aberto você deverá adicionar os arquivos a serem unidos. Você poderá fazer isso clicando dentro da grande área em branco do programa ou indo diretamente no diretório em que se encontram os arquivos e clicando e arrastando os arquivos de vídeos para dentro do programa. Eles deverão aparecer em uma“time line”. Neste ponto será possível mexer na ordem dos arquivos e fazer pequenos ajustes no vídeo. Se você não possuir experiência com esse tipo de programa recomendo que apenas ajuste a ordem dos arquivos. Para isso basta clicar e arrastar os arquivos para a posição que deseja. Por exemplo: Clip1.wmv na frente de Clip2.wmv. Terminado os ajustes clique no ícone “Salvar Filme”. Neste momento deverá abrir uma janela perguntando aonde o arquivo deverá ser salvo escolha bem o local e o formato. O padrão é MP4 mas você poderá escolher o WMV bastando alterar a opção “Tipo”. Clique em salvar e pronto! Você uniu seus arquivos de vídeo e de quebra deus os primeiros passos na edição de vídeo. npslibrarian/ Flickr Dicas O Movie Maker permite a inserção de vários efeitos bacanas no seu vídeo com certa facilidade. Quando pegar prática arrisque-se um pouco e insira um título e uma transição assim seu vídeo ficará mais apresentável. Existem soluções pagas para quem deseja ir mais afundo em edição de vídeos. Se você deseja se profissionalizar investir em um programa como o Vegas da Sony ou Adobe Premiere é uma boa pedida. Guarde seus momentos Vídeos são mais que entretimento são momentos imortalizados pela lente de uma câmera. O tempo pode passar as pessoas podem ir embora mas as imagens ficam. Cuide com carinho de seus arquivos sejam eles de filmes de cinema ou de momentos com a família. Confie no seu talento e se dedique a melhorar cada vez mais. Bom trabalho e boa sorte! (Imagem Destaque: craigemorsels / Flickr ) Informática software e acessórios Informática software e acessórios

ARTIGOS ESPORTIVOS

0 103 views
Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos Uma empresa do Grupo ULTRAFARMA que atua desde 2003 no segmento de nutrição esportiva, alimentos naturais e artigos esportivos, oferecemos...

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien
Only Creative Commons
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow