Ferramentas & Jardim

Cupom de Descontos Ferramentas Kennedy

Na Ferramentas Kennedy você encontra a mais completa linha de ferramentas, máquinas e equipamentos para Hobbysta, Profissional e Industrial. Cupom de Descontos Ferramentas Kennedy.

Cupom de Descontos Ferramentas Kennedy

No mercado a mais de 40 anos em distribuição varejista de ferramentas, máquinas e equipamentos em geral, dedicados à satisfazer as necessidades dos clientes, surpreendendo, inovando e aperfeiçoando a cada dia.

São mais de 300 fornecedores parceiros e mais de 20.000 itens a pronta entrega, com os melhores preços, parcelamento, qualidade, disponibilidade de estoque e excelência no atendimento.

Distribuidor Bosch, Dewalt, Black&Decker, Karcher, Gedore, Robust, Belzer, Sata, Presure, I.P.C Soteco, Bovenau, V8 Brasil, Wap, Trapp ,Vonder, Raven, Gamma, Toyama, Puma, Marcon, Esab, Balmer, Stanley, Motomil, Skil, Schulz, Irwin, Ferrari, Weld Vision, Dremel, Lavor e outras grandes marcas.

working

Cupom de Descontos Ferramentas Kennedy

Com novas promoções a cada semana, a Ferramentas Keneddy vem se destacando no setor automotivo, oferecendo equipamentos para Auto Center, Oficina Mecânica, Borracharia, injeção eletrônica, ferramentas manuais e ferramentas especiais.

Conta também com a linha para solda, corte abrasivos, Equipamentos para Funilaria e Pintura, Compressores. Você pode conferir ainda o departamento de Máquinas Elétricas sempre com grandes ofertas.

Cupom de Descontos Ferramentas Kennedy

Na Ferramentas Kennedy você encontra desde a chave de fenda até grandes máquinas! Sempre muito mais para você!

Aqui você encontrará Cupom de descontos Ferramentas Kennedy promoções e descontos e o melhor Código promocional Ferramentas Kennedy para você economizar na sua próxima compra online em Ferramentas Kennedy.

Para usar nosso cupom de desconto Ferramentas Kennedy gratuitamente, clique em “Pegar Cupom”; copie o código e insira-o ao finalizar sua compra em Ferramentas Kennedy. Verifique o desconto aplicado no subtotal da compra ou, ao colocar os itens no carrinho, você deverá receber o desconto do cupom.

remote-working-tools

Descontos de 10%, 20%, 30%, 40% até 50% com entrega a domicílio e Frete Grátis Ferramentas Kennedy

Cupom de Desconto Palácio das Ferramentas

Cupom de Desconto Palácio das Ferramentas. Palácio das Ferramentas Loja Virtual. Site de ferramentas com entrega de equipamentos e acessórios em todo o Brasil.

Setores Automotivos, Casa & Jardim, Construção Civil, Equipamentos Agrícolas, Ferramentas, Dremel & Acessórios, Limpeza & Química, Metal & Mecânica, Movimentação de Materiais, Soldas & Acessórios.

Cupom de Desconto Palácio das Ferramentas

Fundada em 1992  na cidade de Franca, interior do Estado de São Paulo, o Palácio das Ferramentas oferece uma completa linha de máquinas, equipamentos e ferramentas para os mais diversos setores da economia, como Agroindústria, Indústria e Serviços.

Oferece também um moderno departamento de Assistência Técnica Autorizada das marcas Stihl, Bosch, Karcher, Schulz, Makita, Trapp e Paletrans.Além de um moderno Posto de Solda Padronizado de Serras-fita, certificado pela Starrett.

Nossa Matriz é hoje referência em ferramentas. Com um amplo show room e uma infraestrutura grandiosa, o Palácio das Ferramentas quer fazer parte da sua vida e oferecer sempre os melhores produtos e os melhores serviços. Somos a parceria ideal para quem busca soluções e rentabilidade.

Cupom de Desconto Palácio das Ferramentas

Set of construction tools. House renovation background.

Cupom de Desconto Palácio das Ferramentas

Somos uma das maiores empresas no ramo de vendas de ferramentas em nossa região e buscamos ser uma das maiores e mais competitivas do Brasil em nosso segmento. Conseguimos atender todo o território nacional com eficiência e eficácia.

Nosso compromisso é gerar soluções, produzir resultados, formar sólidas parcerias, gerando satisfação de nossos clientes, fornecedores e colaboradores, agregando valor e qualidade aos nossos produtos e serviços, promovendo o crescimento de todos os envolvidos.
Neste processo de busca pela qualidade, somamos tecnologia e experiência com uma gestão baseada no bem comum. É proporcionar resultados, o que consequentemente leva à satisfação de nossos clientes.
É a clareza de nosso bem-estar em servir, é o comprometimento de todos na busca da perfeição

0 63 views

Como plantar a grama esmeralda

Você já pensou em revestir o quintal de sua residência com um lindo e macio gramado capaz de garantir o paisagismo e valorizar as qualidades estruturais do seu lar? Neste caso a melhor indicação é a grama esmeralda que é o tipo de gramado ideal ao ambiente doméstico dando origem à um belíssimo tapete verde revestido com uma folhagem delicada e de fácil manutenção.

A grama esmeralda pode ser encontrada sob a forma de placas ou sementes em qualquer loja botânica ou estufa do país. Acompanhe agora o passo a passo da plantação de grama esmeralda e veja como é simples ter um jardim invejável em sua casa.

Como plantar a grama esmeraldaComo plantar a grama esmeralda Local de plantio: Escolha um local que receba radiação solar direta e intensa. A grama esmeralda não resiste ao sombreamento sendo este um fator que limita tanto o seu desenvolvimento como também sua aparência característica.

Além disso em locais com muita sombra a presença de fungos é mais frequente o que acaba impactando negativamente na coloração deste tipo de grama. Solo: O ideal é que seja escolhido um solo fértil utilizado anteriormente para outros tipos de plantações.

Utilize uma enxada e retire todo o tipo de objeto existente no local inclusive as mudas restantes de espécies vegetais diferentes. Irrigue o solo todos os dias por duas semanas despejando terra preta e fertilizante em pequenas quantidades no local dia sim dia não. Plantação: Uma vez preparado o solo aplique adubo orgânico na terra antes da despejar as sementes ou colocar a placa no local apropriado. Irrigue mais uma vez o solo com abundância e inicie a plantação manualmente.

Sementes – Utilize um rastelo para abrir pequenos buracos no solo e jogue poucas sementes em cada área de plantio. Em seguida use a enxada para cobrir as sementes com a terra retirada anteriormente sem pisar em cima delas. Placas – Com o solo bem encharcado basta estender as placas sobre a terra e retirar as sobras e cantos com um facão de acordo com as características estruturais da área de plantio.

Feito isso é só irrigar o solo novamente e evitar o máximo possível andar sobre o gramado pelas próximas três semanas. Cuidados pós-plantação: Ao finalizar o plantio não se esqueça de irrigar o solo na garantia de que as placas ou sementes se unam com maior facilidade com a terra.

Oriente aos seus familiares para que não andem sobre o gramado principalmente nas duas primeiras semanas após a plantação. Irrigue a grama esmeralda todos os dias pela manhã ou no ao entardecer e acompanhe os resultados. Conserve seu gramado aparando-o de três em três meses.

Dicas de conservação A grama esmeralda não é recomendada para áreas residenciais ou comerciais muito acessadas. O pisoteio será prejudicial para a sobrevivência da espécie; Nas duas primeiras semanas de plantio aplique fertilizante no solo em especial nas áreas onde a radiação solar é mais intensa durante todo o dia; Utilize uma roçadeira profissional ou tesoura de jardineiro para efetuar a poda de seu gramado trimestralmente.

Esses são os procedimentos necessários para a plantação eficiente da grama esmeralda garantindo um magnífico jardim nas imediações de sua residência. Boa Sorte!

0 67 views

Como fazer um jardim residencial Você é do tipo de pessoa que acredita que o verde dá um valor a mais na sua casa que o paisagismo é tudo de bom? Que tal então deixar o seu cantinho um pouco mais aconchegante bonito e bem bacana? Uma opção para isso é fazer um jardim residencial que tal? Existem vários tipos mas os mais comuns são os jardins de inverno aqueles que ficam na janela de casa e que quase não dão trabalho e ainda os jardins verticais que podem até aproveitar materiais já usados. De qualquer jeito o ar fica mais puro o ambiente fica mais decorado alegre seu lar atrai pássaros e tudo fica bem mais interessante. Veja então dicas de como fazer um jardim residencial. Landscape Design Advisor/ Flickr No caso de jardins verticais Defina qual o tipo de jardim vertical tem mais a ver com a sua casa. Há diversos tipos: alguns feitos com jarros individuais outros com jarros usados em jardins de inverno outros ainda com garrafas pet e tubulações de PVC. Escolha o que você acha que vai ficar mais bonito; Já definido o tipo de jardim vertical é hora de pensar nas plantas que vão fazer parte da sua decoração mas não pode ser qualquer verde não. Você precisa levar em conta que cada espécie exige uma atenção: algumas precisam de muita luz outras de pouca outras ainda só vivem na sombra. Então pense onde vai ficar o seu jardim vertical para poder então escolher a plantinha que vai fazer parte dele; Meça onde o seu jardim vertical vai ficar para depois poder comprar as treliças. Elas são encontradas em lojas especializadas em módulos prontos. O único trabalho que você vai ter é só mesmo medir e saber onde o seu jardim residencial vai estar; Você pode comprar os vasinhos que ficarão na treliça na parede ou pendurados tanto faz. Caso queira fazer algo mais sustentável que tal então aproveitar canos de PVC canecas velhas sapateiras ou garrafas PET? Se sua casa é pequena uma dica é usar vasinhos meia lua pois combinam bastante com este tipo de ambiente. De qualquer maneira independente do formato do suporte da planta use todos que sejam do mesmo material e faça a distribuição de modo que fique bem ao seu gosto. Abraham OFM/ Wickmedia Common s No caso de jardins residenciais de inverno As lojas especializadas vendem os suportes para jardins de inverno só tenha o cuidado para saber se no seu prédio (caso more em edifício) é permitido o uso desse tipo de decoração na fachada; As plantas a serem escolhidas devem estar de acordo com a posição da sua residência em relação ao sol. Muitas delas não gostam de sol outras só vivem se estiverem expostas a ele e outras vivem à sombra apenas. Seja um jardim vertical ou um jardim de inverno o que importa para você é ter a plena noção de que mesmo que sejam plantinhas elas necessitam de cuidados e atenção. Por isso caso trabalhe fora o dia todo e não tenha ninguém para cuidar delas pense mais se vale realmente a pena ter um jardim em casa porque o investimento pode ser alto para depois de um tempo rápido as plantas morrerem por falta de trato. Nowis/ Wickmedia Commons Boa Sorte! (Imagem Destaque: Nowis/ Wickmedia Commons ) Ferramentas & jardim Paisagismo

0 139 views

Como cultivar plantas carnivoras Você está criando plantas carnívoras e não sabe como cultivar da maneira correta? Essas plantas requerem alguns cuidados práticos e precisam de manutenção adequada mas nada de complicado por isso não se preocupe. Confira a seguir algumas dicas que podem te ajudar nos cuidados destas espécies e saiba como cuidar corretamente destas plantas. Como cuidar da planta carnívora As plantas carnívoras desenvolveram métodos de defesas próprios ao longo da sua evolução por isso prendem e digerem animais para a sua alimentação. Essas plantas alimentam-se dos nutrientes que são produzidos por estes animais que ficam presos como por exemplo as proteínas. Existem várias espécies de plantas carnívoras no Brasil só para você ter ideia são mais de 80 diferentes no país. Mas catalogadas em diferentes partes do mundo por exemplo existem mais de 500 espécies diferentes. Para a cultivação destas plantas há a necessidade do solo estar com PH baixo ou seja ácido. Porém há espécies que sobrevivem em solos que tenham PH mais elevado como por exemplo a Pinguicula. julianrod /Flickr Entre os substratos mais usados por essas plantas destacam-se a mistura de pó de xaxim e musgo em partes iguais ou também a mistura envolvida entre xaxim musgo e areia em partes iguais. A areia tem a principal função de drenar o solo das plantas carnívoras e assim se aproximando mais do habitat natural delas. Outro detalhe importante é que a areia deve ser do rio porque a areia do mar contém sal que pode causar prejuízo a planta carnívora. A areia deve ser lavada até que a água permaneça em tom mais claro. Além disso depois de algum tempo o musgo decompõem-se e aí é necessário replantar a planta carnívora usando um novo substrato. Os produtos: xaxim e musgo podem ser achados em lojas de jardinagem ok? Entre algumas curiosidades de espécies específicas destas plantas podem-se ressaltar: Dionéia: precisa de muita luz por isso é adequado que ela receba um pouco de sol diariamente. Além disso tente manter o substrato desta planta sempre úmido. Assim você pode regar duas vezes por dia em média. Droseras: essa espécie atrai os insetos devido ao odor que é expirado através de um líquido que lembra uma cola. Se você está criando essa planta saiba que ela precisa de muita luz calor e umidade e não há necessidade de adubações. Nepenthes: essa planta adapta-se a meia sombra e requer um local que não bata muito sol mas ela precisa de luminosidade. É recomendado regar essa espécie entre duas a três vezes por semana. ryck /Flickr Lembre-se de que a sua planta carnívora precisa de cuidados específicos portanto tente conhecer sobre cada um deles. Geralmente. são cuidados simples e muitos produtos que você precisa para a cultivação dessas plantas podem ser achados em lojas de jardinagens. Pela internet você pode conhecer sobre cada espécie de planta carnívora. Portanto antes de adquirir uma que tal pesquisar sobre ela e os cuidados que necessita? Assim você vai saber a melhor maneira de cuidar destas espécies uma vez que cada uma apresenta um cuidado diferente. (imagem destaque: ondasderuido/ Flickr ) Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 134 views

Como cuidar de Gazânia Vindas da África do Sul as gazânias são lindas vistosas e exigem poucos cuidados em se comparando com outras plantas são resistentes tanto a baixas temperaturas como a climas secos e de fácil propagação. As gazânias são muito procuradas devido a sua diversidade de cores e desenhos podemos encontrar gazânias brancas laranjas e acastanhadas que dão um toque exótico. Suas folhas são largas nas pontas com um verde mais forte na parte de cima e cinza na parte de baixo. São adeptas do sol forte e do verão pleno época em que mostram todo o seu esplendor. Não se adaptam muito com dias nublados e chuvosos porque nessa temperatura suas flores não abrem. Via Flickr Vamos ver um passo a passo de como cuidar de sua gazânia. Passo a passo: A propagação da gazânia se faz por divisão das raízes que se adaptam facilmente. Mas observe atentamente a saúde da raiz antes de replanta-la se ela estiver fraca descarte-a; Prepare o solo onde você pretende fazer o plantio. Se for no jardim afofe a terra e misture adubo orgânico em proporção de 1kg por m² caso você vá plantar sua gazânia em uma floreira coloque o adubo e a terra em proporções iguais; Escolha se possível o final do dia para plantar suas mudinhas de gazânia. Não se esqueça de molhar após o plantio; Assim que sua gazânia começar a florir adube novamente com adubo orgânico e fósforo o que fará com que ela se reproduza mais (esses produtos são encontrados em viveiros floriculturas e supermercados); Via Flickr As regas de sua gazânia deverão ser feitas em dias alternados (mesmo sendo um planta muito resistente a seca em excesso elas não florescem com todo seu esplendor); Os inimigos da gazânia são os vírus que atacam suas raízes fazendo com a planta fique retorcida e amarelada. Nesse caso o melhor é arrancar a planta e retirar a terra em volta para não ter o risco de uma grande infestação; Outra praga muito comum são as aranhas que causam manchas brancas nas folhas da gazânia. Uma solução caseira é misturar uma colher (sopa) de sabão em pó em 10 litros de água e pulverizar essa mistura a cada 15 dias até notar que o problema desapareceu por completo. Essa mistura também resolve o problema dos pulgões; Atualmente um dos maiores problemas nos jardins e até mesmo em vasos são os caracóis africanos que comem a raiz das plantas tirando delas toda a clorofila e deixando-as com um aspecto esbranquiçado e doentio. A única solução é com uma luva retirar todos esses caracóis; O excesso de água pode matar sua gazânia. Via Flickr Boa sorte com seu jardim! Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 58 views

Como plantar orquídeas – passo a passo

Uma planta que se distingue de todas as outras devido à beleza única de suas flores e que encanta todas as pessoas do mundo. Sua variedade é enorme e já são conhecidas aproximadamente 30 mil espécies dos mais variados tamanhos – desde flores do tamanho da cabeça de um alfinete até exemplares que chegam a 3 metros de altura. Sim! Estamos falando das orquídeas!hghtg

Elas se adaptam aos mais diversos ambientes desde os frios até os mais quentes úmidos ou secos em altitudes baixas ou altas. Por isso muitos a definem como “flor selvagem”. Veja onde podem nascer e viver: Orquídeas terrestres: nascem diretamente no solo. Orquídeas Rupícolas: nascem sobre pedras e rochas mesmo que o sol no local seja forte ou o rochedo esteja em sombra constante. Orquídeas Epífitas: vivem sobre árvores ou arbustos fazendo deles hospedeiros (as orquídeas não são parasitas).

Orquídeas Humícolas ou Saprófitas: desenvolvem-se no material orgânico em decomposição que está presente no solo das matas – húmus. Orquídeas Subterrâneas: raríssimas desenvolvem-se no subsolo. Vivem na Austrália. Mas se elas se adaptam com tanta facilidade aos mais diversos ambientes porque é tão difícil cultivá-las em casa? Podemos responder com toda convicção que apesar da aparência delicada de suas flores as orquídeas são plantas bem rústicas e não são difíceis de cuidar.

Apenas existem algumas características em seu cultivo que precisam ser observadas e aqui trataremos sobre isso. Confira: Para começar saiba que é praticamente impossível cultivar uma orquídea a partir da semente pois é um processo que exige um alto nível de tecnologia e especialização. Por isso no cultivo caseiro o método mais indicado é o da DIVISÃO DE PLANTAS ADULTAS. Se você comprar uma orquídea deve dividi-la e replantá-la e aqui ensinaremos como fazer isso.

Você vai precisar de: 1 vaso próprio para plantio de orquídeas – não deve ser muito grande. 1 muda de orquídea. Material de drenagem – pode ser argila isopor ou brita. Substrato. Adubo. Tesoura – se precisar dividir a planta.

Modo de plantar: Escolha o vaso. O mais indicado é o de barro com furos nas laterais pois permite uma boa drenagem e circulação de ar. Retire a orquídea do vaso original e verifique se há possibilidade de dividi-la – para isso sua planta deve ter no mínimo 6 caules e após ser dividida cada nova planta deve ter 3 caules. O melhor momento para isso é quando começam a surgir novos brotos.

A divisão é opcional. Lave as raízes em água corrente passando os dedos nelas para retirar substratos e raízes mortas. Tome cuidado para que as raízes se mantenham intactas. Coloque material de drenagem no fundo do vaso. Coloque o substrato até a metade do vaso. Acomode a planta em um dos cantos do vaso deixando os brotos virados para o centro pois desta forma terão espaço para crescer. Complete o vaso com mais substrato. Adube colocando uma pequena quantidade de adubo orgânico na lateral do vaso.

Informações adicionais: – Substratos mais usados: Fibra de coco: é muito barato ajuda na fixação da planta e fornece nutrientes. Mas retém pouca umidade exigindo regas constantes. Casca de Pinus: também é muito barato e ajuda na fixação. Exige regagens constantes. Esfagno: obtido de musgos importados. Retém umidade reduzindo o número de regagens. Fornece muitos nutrientes mas é muito caro.

Carvão: o mesmo usado para churrasco. Retém umidade favorece circulação de ar mas não fornece nutrientes. É muito barato. Xaxim: é o melhor substrato mas atualmente sua venda é proibida por ser retirado de uma samambaia nativa. Observações: Uma ótima opção é misturar alguns substratos.

A mistura de fibra de coco com casca de pinus é bastante econômica e tem dado excelentes resultados. Os substratos servem para fornecer sustentação aeração umidade e nutrientes à planta. Os melhores adubos: São os orgânicos pois fornecem nutrientes à planta de forma parcelada e lenta durando mais tempo que os adubos minerais. Os mais usados são a torta de mamona farinha de osso e bokashi (mistura de vários adubos orgânicos).

A frequência de adubação varia de acordo com o produto por isso aconselhamos consultar a embalagem pois excesso de pode matar a planta. Dicas: Mantenha seus vasos em locais onde bata o sol da manhã jamais mude o vaso de posição. Varandas e sacadas são boas opções.

Regue sua planta apenas quando o substrato estiver seco de preferência no inicio da manhã ou final da tarde. Faça a divisão da planta quando as raízes ocuparem todo o vaso. A quantidade de luz é muito importante para o bom desenvolvimento da orquídea. Observe o seguinte: se suas folhas estiverem com a cor verde muito escura é sinal de que estão recebendo pouca luz.

Se estiverem amareladas significa que estão recebendo excesso de luminosidade. O ideal é a cor verde alface. Agora você já sabe que cultivar uma orquídea não é um bicho de 7 cabeças então compre uma muda e siga nossos passos. Além da satisfação de cuidar de uma planta tão maravilhosa e vê-la florir temos certeza de que será uma excelente higiene mental pra você. Boa sorte!

0 64 views

Como cuidar da planta camélia Uma planta muito bonita por suas cores: esta é a camélia. Seu nome científico é Camellia Japônica também chamada de Japoneira. Ela é da Ásia e possui grandes flores coloridas que abrem nos meses mais frios por esse motivo não suporta o clima quente mas na região Sul do Brasil consegue viver bem assim como em determinadas localidades do Sudeste. Quer tê-la como objeto de decoração na sua casa? Aprenda a cuidar da planta camélia. A camélia deve ser plantada em um lugar onde esteja protegida do sol especialmente durante os meses iniciais de sua vida. Se for possível plante-a em lugares de sombra próxima a uma árvore por exemplo; Caso queira tê-la em um local interno ela deve estar em um vaso longe do sol mas que seja um lugar bastante iluminado. Tenha em mente que ela chega a até 5 metros de altura então o local deve ser muito espaçoso; Via Flickr Na hora em que for plantar cave e revolva intensamente o solo ao redor de onde ela vai ser plantada. Isso serve para que o local fique macio o bastante para que as raízes da planta cresçam sem impedimentos. Coloque bastante adubo para garantir nutrientes à planta; A época mais adequada para o seu plantio é antes de dezembro ou seja antes que o verão comece; A camélia gosta de solo ácido e rico em nutrientes por isso o adubo necessário é o orgânico. Evite farinha de osso porque o cálcio tira a acidez do solo. Faça uma mistura entre a terra e 1/3 do fertilizante o mais indicado é aquele que tenha húmus de minhoca porque isso vai garantir nitrogênio para a planta crescer; Para melhorar a drenagem caso o solo retenha muita água coloque um pouco de areia grossa; Via Flickr Uma vez por ano antes que as flores comecem a desabrochar (fim de verão) coloque no solo o adubo NPK rico em fósforo. Isso serve para fomentar o nascimento de mais flores. Com a camélia adulta é possível usar a farinha de osso porque ela possui muito fósforo mas use moderadamente para não fazer com que o solo fique demasiadamente alcalino; É necessário regar as camélias em dias alternados que é o bastante se a planta estiver em área sombreada ou em fases mais frias do ano. Durante os meses mais quentes ou na época em que ainda estiver crescendo os cuidados devem ser reforçados; É importante uma poda no final da floração da camélia; As camélias são bastante resistentes mas em determinadas condições podem ser atacadas. Elas também ficam doentes com excesso de água ocasionando a aparição de fungos. Eles são como manchas de ferrugem nas plantas. Via Flickr Dica: Para afastar pulgões ferva folhas de arruda coe e dilua em água. Em seguida borrife nas folhas e brotos que sofreram os ataques. Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 533 views

Como plantar Palmeira Imperial Uma das mais lindas plantas de decoração é a Palmeira Imperial. Faz parte de um cenário deslumbrante em praças jardins frentes de casas sítios fazendas dentre outros lugares. Ela é conhecida por serem de tamanhos bem grandes vastos e produzem sombra em qualquer lugar que estiverem. Se você adora plantas então vai gostar de conhecer mais sobre essa linda planta que já faz muito sucesso em todo o país. Conheça mais sobre a Palmeira Imperial que também é muito utilizada como paisagismo em diversos locais do Brasil e também em outros países. Vale a pena plantá-la e cuidá-la. mauroguanandi/ Flickr Palmeira Imperial: Histórica e Moderna Também conhecida como Palmeira Real. Sua origem é das Antilhas que fica na América Central entre as ilhas que ali se encontram. A primeira plantação feita no Brasil foi no Jardim Botânico do Rio de Janeiro pelo Dom Pedro VI. Hoje ela ainda está presente desde 1809 gerando admiração por todos que a apreciam. Um excelente marco de história que essa planta possui. e por isso ela é tão cogitada em dias atuais. São plantas notáveis imponentes e majestosas. Podem chegar a quase 40 metros de altura. Então que tal aprender como plantar a Palmeira Imperial de maneira simples e com os passos e dicas a seguir? Uma forma de você trazer à realidade toda uma história de tempos antigos e ao mesmo tempo real. Veja a seguir como fazer isso e tenha uma excelente planta em qualquer ambiente. Como Plantar Palmeira Imperial Antes de iniciar o processo de como plantar a palmeira imperial você precisa definir se irá plantar a semente ou a muda. Se a decisão for por semente então deverá escolher a semente já madura ou seja quando estiverem quase pretas. Deixe-as de molho 7 dias antes de plantar. Se for pela muda então adquire-as com 70 cm e escolha a adubação de esterco de curral. scottzona/ Flickr O importante para o plantio dessa planta é que ela tenha muito calor e umidade. Deve-se regar todos os dias e para evitar as ervas daninhas e fungos bactérias doenças em geral você deverá utilizar fungicida; A germinação pode ser em até 3 meses para iniciar. Deve-se esperar com paciência; A repicagem poderá ser feita quando as mudas tiverem de 2 a 3 folhas; Tenha o substrato (se for utilizar esse) sempre bem fértil bem drenado regado e sempre que aparecer estar um pouco seco; Se a plantação é em área urbana então elas devem ser plantadas em canteiros centrais das avenidas e sempre sendo da mesma espécie; O espaçamento de uma palmeira para outra pode ser de 6 a 10 metros de distância; As sementes devem ficar um pouco úmidas e não encharcadas para que tenham uma boa germinação; Adube bem o solo antes da plantação; Pode ser transportada para o local definitivo quando atingirem uma altura considerável daí precisarão de muito sol e pouca irrigação. Palmeira Imperial para seu lar deixando-o mais lindo do que nunca. Ideais também para apartamentos condomínios que possuam piscina. Compartilhe com seus amigos e até a próxima. Boa Sorte! (Imagem Destaque: mauroguanandi/ Flickr ) Ferramentas & jardim Cultivo de Árvores

0 53 views

Como fazer Fontes Ornamentais Uma das mais belas decorações para sua casa são as Fontes Ornamentais. Elas trazem beleza refrigeram o ambiente são excelentes quando colocadas em sacadas jardins e até mesmo em coberturas e quintais. Uma maneira diferente e super natural para que seu ambiente fique com um ar alegre. Veja a seguir algumas dicas de como fazer uma Fonte Ornamental. A Fonte Ornamental Muito encontrada em praças as Fontes Ornamentais possuem diferentes modelos. Alguns são mais trabalhados outros mais simples e outros possuem efeitos especiais. Uma das mais belas paisagens que uma cidade pode ter afinal produzem uma beleza quem chama muita atenção. [cipher]/ Flickr O que é uma Fonte Ornamental? É um conjunto de jogos de água e luz que podem ser complementados com elementos arquitetônicos e esculturais servindo para decoração. Essas fontes ornamentam o ambiente e geram beleza e encanto. Podem ser circulares e lineares. Como fazer uma Fonte Ornamental Materiais Vaso para plantas; Bambu; Bomba submersa para fonte. fwooper/ Flickr Passo a passo Verifique o local onde você deixará a fonte. Se o espaço for pequeno a fonte também deverá ser pequena se for um espaço maior a fonte será maior; Pegue o vaso para plantas e coloque em um local que fique exposto à luz do dia; Em seguida pegue um pedaço de bambu faça alguns furos e coloque em um dos cantinhos do vaso. Observe que esse bambu deve ser 10 cm maior que a lateral do vaso para que sobre um espaço; Introduza a bomba submersa no vaso. A potência dessa bomba deve ser de acordo com o volume da água que você irá colocar no vaso. Essa bomba também é utilizada em aquários e fontes seu único objetivo é manter a água se movimentando; Passe o cano dessa bomba por dentro do bambu e curve a ponta para que a água possa circular; Pegue pedras de tamanhos variados e coloque no vaso para dar um aspecto de fonte. Elas devem ficar abaixo do jato de água que sairá do bambu; Depois de decorá-lo coloque a água flores e outros vasos de plantas para dar mais charme. Roby Ferrari/ Flickr Boa sorte ! (Imagem destaque: [cipher]/ Flickr ) Ferramentas & jardim Paisagismo

0 46 views

Como plantar grama Um local muito confortável e bonito se define em plantações de grama. Uma maneira de deixar seu ambiente arejado com uma paisagem impressionante e de um aspecto especial. Por isso muitas são as pessoas que decidem colocar em frente de suas casas ou em locais de grande movimento pois ficam excelentes. Para você que não sabe como plantar grama hoje você vai aprender como fazer isso de forma simples fácil e rápida. Mas antes veja como você pode deixar seu ambiente mais aconchegante com as belíssimas gramas em todo o local. chb1848 / Flickr Grama: Uma paisagem bonita Para que você tenha uma grama bonita é necessário mantê-la com cuidados especiais e saiba quais são as técnicas para que isso aconteça. Além de plantar a grama você deve preservá-la da melhor maneira possível. Ela permite que o ambiente fique mais moderno mais agradável e com um aspecto sensacional. Para plantar grama é muito fácil simples e de baixo custo. Por isso vale a pena utilizá-lo em qualquer lugar que tenha espaço pois necessita de um local grande. Mesmo porque a grama precisa de três elementos fundamentais para sobreviver e ter muitos e muitos anos de vida que são: 1) luz; 2) água e 3) nutrientes. Esses elementos são tão comuns que você conseguirá sem complicações e dificuldades para sempre deixar a sua grama bonita e vistosa. Então que tal? Vamos aprender como plantar grama? Veja as seguintes informações e detalhes para que obtenha muito sucesso. Confira as dicas e comece já a plantar grama em sua casa sítio fazenda escritório e demais lugares. Wonderlane / Flickr Dicas de como plantar grama Defina que tipo de grama você irá plantar. Isso depende muito também do local e do terreno em que a grama será colocada. Veja todos os detalhes e as informações sobre a grama isso irá lhe ajudar na hora da escolha; Você vai precisar comprar sementes mas antes de colocá-los é necessário preparar a terra e o chão. Por isso tire as ervas daninhas deixe a terra com estercos ou com um fertilizante completo; Depois que você semear o ideal é regar um pouco. Deixe o terreno úmido porém sem encharcar; Faça o primeiro corte da grama quando atingir 10 cm de altura; A poda deverá ser a 5 cm de altura depois para as demais podas futuras podem ficar de 3 a 4 cm de altura; O seu plantio vai depender do tipo e espécie de grama. Por exemplo a bermuda é bem resistente consegue suportar as pegadas das pessoas. Já em lugares de sombra escolha a grama preta e se for em um lugar de muitas geadas prefira a esmeralda; Siga todas as instruções do plantio das sementes. Cada grama possui a sua particularidade. Dominic’s pics / Flickr Viu como o plantio de grama não é tão difícil? E ainda mais seu ambiente ficará com uma aparência genial e muito bonita. Dando um destaque tanto na frente de sua casa como atrás dele. E ainda poderá enfeitar com flores e pequenos arranjos pelo local. Faça bom proveito e sucessos! Imagem destacada: iantmcfarland / Flickr Ferramentas & jardim Gramas e gramados

0 56 views

Como cultivar milho Um dos sabores mais gostosos entre os brasileiros é o milho. Com ele pode-se fazer bolo creme mingau pode comê-lo cozido com um bom cafezinho pode fazer cuscuz canjica enfim há variadas maneiras de saboreá-lo em casa e no café da manhã. Não é para tanto que muitas pessoas o apreciam e querem de qualquer jeito cultivar e plantar no seu quintal e sítio. Para isso você deve cultivar o milho de forma correta senão não terá os resultados que tanto espera. Então preste atenção nas dicas que será dado aqui para você. Com certeza obterá excelentes resultados e produzirá um número maior de milho em sua casa ou onde quer que o plante. Mas antes disso conheça um pouco sobre os benefícios que o milho tem para a saúde e bem estar das pessoas. Benefícios do Milho PublicDomainPictures/ Pixabay O milho possui muitos benefícios para a saúde do ser humano. Conheça alguns de seus maiores benefícios e aproveite para também saber como cultivá-lo com as dicas abaixo. Possui muita fonte de energia pois possui um alto teor de carboidratos; Previne contra a prisão de ventre; Ele é rico em fibras e por isso ajuda no funcionamento do organismo; Previne contra problemas cardíacos; Reduz o nível de colesterol; Seu efeito é acelerar a digestão. Diante de todos esses benefícios do milho não tem como deixar de cultivá-lo então siga o passo a passo e tenha toda a informação certa que você precisa para ter bom êxito. Como Cultivar Milho Passo a Passo Você precisa escolher que tipo de milho deseja cultivar. Há os diversos tipos como o milho doce milho pipoca o indiano dentre outros. Segue-se o mesmo passo para qualquer tipo de milho então veja a seguir os detalhes. Tenha em mente quanto espaço você quer para o cultivo de milho.O ideal é fazer três fileiras de milho para um melhor resultado. De 30 a 60 espaçamento entre as linhas; O milho precisa de um clima quente para poder efetuar com sucesso a sua germinação e seu crescimento; Adube o solo com esterco; Regue o milho conforme a necessidade ele precisa estar úmido; O tempo de colher o milho demora um pouco. Na maioria isso acontece após 20 dias em que aparecem as flores. Então quando isso acontecer você saberá que logo logo o milho aparecerá; Alimente as plantas utilizando um fertilizante orgânico; A terra deve ter uma boa drenagem para que haja crescimento hábil e de muito sucesso; Exponha o milho à luz solar. Isso é essencial para um bom funcionamento de seu cultivo. Lotus Head/ Wickmedia Commons Dentre todas essas dicas de como cultivar o milho com certeza se as utilizar você terá grande sucesso. Afinal hoje em dia se tornou comum não somente o seu cultivo por motivos pessoais mas também por motivos comerciais em que se ganha uma boa renda. No Brasil ele é bastante cultivado por esse último motivo. Esperamos tê-lo ajudado com esses passos e dicas valiosas. Desejamos muito sucesso a você e a sua plantação de milho. Boa sorte! (Imagem Destaque: tuku/ Pixabay ) Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 142 views

Como fazer lagos ornamentais – passo a passo Todo mundo quer ter uma casa bem bonita confortável e espaçosa. Quem nunca sonhou com isso? Mas na maioria das vezes as pessoas procuram ampliar e decorar a área interna esquecendo-se completamente da parte externa. Gastam rios de dinheiro aumentando os quartos reformando sala e cozinha comprando móveis maravilhosos e planejados escolhendo cada detalhe da decoração e combinando tapetes estofados cortinas quadros vasos e enfeites. Tudo fica lindo mas a pobre área externa acaba ganhando apenas alguns vasinhos com plantas e um rústico chão de cerâmica. Quando há espaço para um jardim na casa poucos investem neste espaço tão importante. Você já pensou em construir um lago ornamental em seu jardim? Desistiu da idéia julgando ser algo muito trabalhoso que gera muitos gastos? Pois saiba que construir um lago artificial pode ser bem mais simples do que você imagina veja só: A primeira coisa que você deve fazer é procurar uma empresa especializada pois este tipo de trabalho deve ser acompanhado por um arquiteto ou especialista que vai analisar a especificações técnicas de acordo com o tamanho do lago e a pressão que a água vai exercer. Esse profissional também vai analisar o tipo de solo a espessura do concreto do fundo e paredes ferros e outros fatores que devem ser levados em conta para evitar trincas vazamentos ou rompimento da estrutura. Depois de consultar um profissional siga esses passos: 1. Faça o rascunho do projeto planejando de antemão seu tamanho e onde ele ficará. 2. Tenha em mente as espécies que você vai criar e as plantas que usará para ornamentação. Tais detalhes estarão diretamente ligados ao tamanho e local escolhido. Peixes de sangue frio como carpas por exemplo fogem do calor enquanto peixes menores preferem lagos mais rasos. 3. Determine se o lago será saliente ou escavado. Salientes: são mais fáceis de manter e mais seguros em relação à crianças e animais. Facilitam em muito a troca parcial ou total da água através de um sistema de ralos no fundo. Escavados: tem o aspecto mais natural mas deve ter uma pequena saliência – em torno de 10 cm acima da terra – para evitar que entre a água das chuvas. A instalação de um ladrão (com uma telinha para evitar que os peixes pequenos sejam sugados) pode ser útil para evitar transbordamento devido às chuvas. 4. Determine o tamanho e profundidade do lago: o indicado é que ele tenha 3 níveis de profundidade sendo que a profundidade máxima deve medir aproximadamente 80 cm a 1 m. 5. Escolha a forma que ele terá. Formatos irregulares são bem mais bonitos mas há pessoas que preferem formas geométricas. 6. Decida o local onde ficará: Não é aconselhável ficar embaixo de árvores que soltem folhas pois poderão entupir a bomba e produzir acúmulo de matéria orgânica que prejudicial aos peixes. Raízes poderosas poderão prejudicar a estrutura do lago. Evite exposição ao sol. O ideal é que o local pegue sol apenas na parte da manhã e por poucas horas. Quanto mais tempo exposto ao sol mais verde a água ficará sendo necessário adquirir um filtro. 7. Providencie os equipamentos necessários: filtro de excelente qualidade e bomba para a água circular – geralmente elas levam a água até uma cachoeira. É interessante que essa bomba já contenha um filtro e uma grande vazão. Devem ficar 24 h em funcionamento afastando mosquitos. 8. Escolha o tipo de material que vai utilizar para construção de seu algo ornamental: a) Alvenaria / concreto: são os de vida útil mais prolongada no entanto devem estar em solo muito bem compactado. Tubulações de filtragem bombas e o revestimento do lago com uma lona plástica devem ser feitos antes da concretagem do fundo. Após a concretagem é muito importante a impermeabilização com produtos tipo Vedacit e similares. Após o reboco faça impermeabilização interna com produtos como Vedajá Sikatop etc. Devido a utilização de cimento é extremamente necessário que antes da introdução dos peixes se faça uma boa limpeza da água para a eliminação de resíduos e equilíbrio do pH. Para pintar o lago por dentro use tintas tipo Epóxi. b) Fibras de vidro de cimento e lonas especiais: são os mais práticos e econômicos. Podem ser usadas caixas d’água ou piscinas. Dicas: Após o lago estar montado cheio e com todos os equipamentos funcionando espere alguns dias para introduzir os peixes. Sempre use água sem cloro e sem resíduos químicos. Verifique periodicamente os níveis de amônia nitrito nitrato e pH. Faça sifonagens periódicas para retirar a sujeira cumulada no fundo. Não coloque alimento em demasia para que as algas não se multipliquem. Comece com poucos peixes pois será mais fácil a manutenção. É preciso que as pessoas tenham consciência de que a decoração de uma casa não se limita apenas ao interior do ambiente. A parte externa é tão importante quanto e arriscamos afirmar que seja até mais pois é a porta de entrada a primeira impressão e o local onde a natureza estará presente proporcionando aconchego e relaxamento. Salientamos ainda que um lago ornamental bem feito em um jardim valorizará muito o imóvel. Bom trabalho e depois conte-nos como ficou! Ferramentas & jardim Paisagismo

0 55 views

Como fazer uma horta suspensa Ter uma horta em casa é sinônimo de uma vida mais saudável visto que as hortaliças e outros tipos de temperos poderão ser colhidos no momento do preparo dos alimentos deixando assim as suas receitas ainda mais saborosas. Uma das principais reclamações de quem não consegue cultivar a sua própria horta é a falta de espaço muito comum principalmente nas grandes cidades onde os apartamentos estão cada vez menores e os espaços cada vez mais escassos. Uma solução encontrada por profissionais de decoração é a horta suspensa além de deixar o espaço mais verde e agradável ainda é possível aliviar a tensão do dia a dia e cuidar do seu cantinho verde. Para fazer esse tipo de plantação existem algumas regras básicas muito úteis. Aprenda como fazer uma horta suspensa Existem alguns segredinhos para cultivar a sua horta suspensa e ainda deixá-la sempre bonita e verde. O primeiro passo é escolher um bom lugar na sua casa ou apartamento apesar de ser específica para não ocupar um espaço muito grande elas precisam receber a quantidade certa de luz do sol e chuva. Além disso é uma maneira de ajudar na reciclagem visto que alguns desses espaços são feitos com garrafas PET ou com outro material reutilizável. incraoestepara/ Flickr Materiais Garrafas pet Tesoura Corda fina Mudas de plantas Adubo Estilete (opcional) Passo a passo Recorte as suas garrafas pets fazendo uma espécie de buraco retangular nela esses serão os seus vasos para plantar. Para começar você poderá fazer um pequeno furo na horizontal e ir cortando com a ajuda do estilete ou tesoura mas é importante que esse corte fique reto quanto mais perfeito ele for melhor será o resultado final. Faça dois furos de cada lado da sua garrafa e em seguida coloque as cordas faça um nó forte pois essa será a base da sua plantação. Coloque quantas garrafas você quiser mas lembre-se de prender muito bem uma sobre a outra. Coloque um pouco de adubo ou terra dentro da sua garrafa pet e passe as mudas que você separou para a sua horta. Escolha um lugar no seu apartamento ou casa saber onde fazer é fundamental pode ser a sua varanda ou até mesmo um muro o importante é que eles não recebem a luz do sol durante todo o dia para que as suas plantas não queimem com o excesso de calor. Pendure o conjunto de garrafas que você prendeu no fio nas varandas elas podem ser penduradas nas redes de proteção por exemplo. Regue a sua horta com frequência para manter as plantas mais verdes sempre. Dicas Existem outras maneiras de prender as garrafas pet você pode por exemplo colocá-las individualmente no muro da sua casa. Procure referências em revistas especializadas no assunto essas publicações podem inclusive servir para você escolher as melhores hortaliças para serem cultivadas. Coloque um pouco de pedras antes de colocar a terra pois isso evita que haja um acúmulo de água desnecessário lembrando que a água em excesso também prejudica a plantação. Cultivar uma horta em casa é um ótimo passatempo diversas pessoas adeptas de um estilo de vida mais saudável costumam adotar essa prática. incraoestepara/ Flickr Boa sorte! (Imagem destaque:incraoestepara/ Flickr ) Ferramentas & jardim Cultivo de legumes e verduras

0 64 views

Como plantar maçã Ter um pomar em casa é uma excelente ideia tanto para colher frutos fresquinhos quando se deseja quanto para desenvolver uma atividade prazerosa e estimulante do bem estar que inclusive pode render lucros extras para as despesas do lar. A macieira é uma das espécies de arvores mais agradáveis de se ter no quintal de casa pois além da sombra generosa oferece maçãs frescas e livres de agrotóxicos na época da colheita. Plantar maçãs é uma atividade gratificante principalmente quando chega a época de curtir o resultado do trabalho realizado. A macieira começa a produzir frutos com toda a sua plenitude a partir do 5º ano de vida. Este período se estende por um longo período podendo ser produtiva até atingir o 25º ano. A maioria das espécies necessita de climas mais frios para se desenvolver sendo as regiões de temperatura amena as mais adequadas para o cultivo de maçãs. São necessárias cerca de 800 horas de frio a temperaturas abaixo de 7ºC para que se obtenha uma safra de alta qualidade. Por outro lado algumas modificações genéticas desenvolvidas no Brasil vêm permitindo que outras espécies sejam resistentes a temperaturas um pouco mais elevadas necessitando de poucas horas de frio para que as macieiras se desenvolvam plenamente. Este trato especial inclui a aplicação de pulverizações com produtos específicos para compensar a falta de frio. iMaffo / Flickr Como plantar maçã Tipo de solo : O solo recomendado para cultivar macieiras é argilo-argiloso ou o areno-argiloso ou seja solos firmes e fortes com boas condições de drenagem. O local deve ser protegido de ventos fortes evitando terrenos com inclinações acentuadas; Preparo do solo: O solo deve ser analisado para a verificação da existência dos elementos necessários para um bom cultivo dentre eles o potássio e o fósforo. Cerca de 3 meses antes do plantio o terreno deve ser preparado formando covas de até 60cm de altura onde deve ser aplicada a metade do calcário recomendado pelos técnicos. Em seguida deve ser feita uma aragem onde será aplicada a segunda parte do calcário; Plantio: O espaçamento entre as mudas deve ter cerca de 4 metros entre linhas mais 1 metro entre plantas na mesma linha. Para um crescimento mais livre estes espaços podem ser aumentados em cerca de 1 metro cada. A época de plantio vai de junho até agosto ou seja na época mais fria do ano. A floração se inicia a partir de setembro; Propagação: A macieira propaga-se por meio de enxertos por isso é recomendada a aquisição de mudas junto a profissionais especializados. As plantas devem conter folhas saudáveis e livres de quaisquer sinais de vírus; Cuidados: A poda regular e correta deve ser feita sempre que necessário retirando ervas daninhas que possam estar se formando junto à macieira. A irrigação pode ser feita por gotejamento aspersão ou em sulcos. Frutos manchados doentes ou com má formação devem ser retirados da arvore imediatamente; Colheita: A colheita deve ser feita manualmente e geralmente se inicia a partir do final de janeiro podendo se estender até o mês de maio variando conforme a espécie cultivada. Para realizar a colheita antes deve ser observado o tamanho da fruta sua coloração e a resistência do pedúnculo. ollesvensson / Flickr Se desejar cultivar a macieira a partir da semente basta coloca-la em um pequeno vaso com solo rico em minerais até que a muda se forme quando então poderá ser transferida para um terreno maior. Boa sorte! (Imagem destaque: Muffet / Flickr ) Ferramentas & jardim Cultivo de Frutas

0 74 views

Como plantar cebolas Ter a sua própria horta em casa possui muitos benefícios. O principal é o fato de ter temperos naturais e frescos para usar em receitas forma de deixar qualquer prato muito mais saboroso. A cebola é um ingrediente muito importante na cozinha; praticamente qualquer prato salgado faz uso dele em menor ou maior quantidade. Para plantar cebola em casa alguns fatores devem ser levados em consideração. Veja as principais dicas para plantar cebolas em cada da forma correta. Clima. A cebola é uma planta muito resistente o que permite que seja plantada sob diversas condições. Apesar disso as temperaturas ideais para o seu plantio ficam entre 13ºC e 25ºC. Solo. O plantio da cebola não oferece resistência em locais com baixa disponibilidade de nitrogênio. Porém o seu solo deve ser rico em material orgânico fértil e bem drenado. O pH ideal do solo para que a cebola seja plantada da forma correta é entre 55 e 68. Effervescing Elephant/ Flickr Luz. As cebolas podem ser plantadas em locais e estações com dias curtos ou longos. Cultivares com dia curto necessitam da luz do dia entre 10 a 12 horas. Já os cultivares de dia longo necessitam de mais de 12 horas por dia. Irrigação. Se a cebola necessita de poucos cuidados e exigências quanto ao clima solo e luminosidade a irrigação é um ponto a ser visto com mais cuidado. Elas precisam ser irrigadas com frequência para que o solo se mantenha úmido principalmente durante sua fase de crescimento. Quando os bulbos começarem a crescer a frequência da irrigação pode diminuir levemente. Quando a época da colheita estiver próxima a irrigação pode ser totalmente suspensa. Plantio. O plantio da cebola pode ser iniciado com sementes ou com o próprio bulbo. Para usar o bulbo ele deve ser plantado no próprio local da horta. Já as sementes devem ser plantadas em sementeiras e transferidas para o local da horta após 40 a 60 dias depois da semeadura. Colheita. Não é possível especificar um tempo exato para a colheita da cebola. A planta tem o tempo de colheita muito variado com algo que pode ocorrer em 85 dias a até 300 dias sempre contando após a semeadura. Toda essa variação ocorre de acordo com a época do ano em que é plantada e outras condições como temperatura região e solo. Geograph Consumo. Após a c olheita de cebolas que serão usadas imediatamente basta arrancar os bulbos. Para as cebolas que serão usadas posteriormente – elas podem ser guardadas por 3 a 6 meses – deve-se esperar até que todas as folhas fiquem secas e os bulbos mudem de cor. Arranque toda a planta sem permitir que ela se desprenda do bulbo. Para que ela perca água deixe-a secando no sol entre 3 a 10 dias – regiões mais quentes necessitam de menos dias enquanto regiões mais frias o contrário. Após o período em que as folhas ficam completamente secas a cebola pode ser armazenada em local seco e fresco. Para que ela seja conservada sem perder suas características próprias é importante manter seus bulbos secos e deixá-las em local com boa ventilação. Boa colheita! (Imagem Destaque: sleepyneko /Flickr ) Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 181 views

Como plantar caqui chocolate Tendo a sua origem na China além de ser bastante popular no Japão o caqui é uma fruta doce com o tamanho aproximado de uma maçã. Sua apreciação deve-se não só à sua doçura agradável mas também por ser uma fruta rica em água o que garante importantes benefícios à saúde. O caqui apresenta-se em diversas espécies porém o mais comum e popular é o caqui chocolate. Sobre o seu cultivo a fruta é totalmente adaptável ao clima brasileiro: suas melhores condições de sobrevivência concentram-se em ambientes de clima subtropical e temperado. Via Flickr Muitos pensam que logo que a muda seja plantada a árvore produzirá frutos. Porém não é bem assim. O caquizeiro só começará a produzir frutos 4 anos após o plantio em média. Paciência é necessária. Talvez por este motivo os orientais sejam os maiores produtores da espécie! Apesar dos quesitos favoráveis existem alguns cuidados que devem ser tomados durante o plantio e cultivo da espécie. Confira as principais dicas e o passo a passo de como plantar caqui chocolate. Via Flickr Como plantar caqui chocolate Materiais: Para plantar o caqui chocolate envasado serão necessários os seguintes itens: Mudas de caqui chocolate; Terra para vaso; Manta acrílica para drenagem; Pedra britada ou argila expandida; Vasos; Casca de pinus ou substrato. Passo a Passo: No fundo do vaso faça um dreno utilizando a pedra britada ou argila expandida. A espessura ideal da argila expandida é de aproximadamente cinco centímetros; Cubra com a manta acrílica para drenagem além de uma camada de areia grossa (cerca de três centímetros); Sob a areia aplique uma pequena quantidade de terra para vaso; Coloque a muda no vaso preenchendo o espaço restante com terra para vaso; Assente deixando a terra bem firme e irrigue a muda moderadamente; Para finalizar acrescente casca de pinus ou substrato. Dicas de Cultivo: Para melhor crescimento da planta mantenha o vaso em local arejado e ensolarado. Árvores frutíferas preferem ambientes ensolarados; Mantenha uma constante análise da muda durante o seu crescimento. Elimine ramos longos e “machucados’’; Irrigue com cuidado. Água em excesso implica na perca de nutrientes. Uma dica interessante para sentir a necessidade de irrigação é tocando a terra: se estiver úmida não é necessário irrigar. Caso esteja seca a reposição de água é essencial; O surgimento de pragas pode ser retirado manualmente utilizando uma esponja umedecida com detergente. Evite utilizar venenos e outros produtos químicos. Isso pode ocasionar lesões nas folhas da planta criando lesões desnecessárias; A adubação orgânica com húmus e esterco é necessária apenas 1 vez à cada seis meses. Via Flickr Informações Adicionais: Os itens relativos a plantio em si tais como: manta acrílica para drenagem terra para vaso substrato e argila são encontrados em lojas especializadas em equipqmantos e acessórios para jardinagem. Há alguns supermercados onde a terra para vaso podem também ser encontrada. Já as mudas de caqui chocolate devem ser adquiridas de forma correta. Nunca arranque pedaços de um pé de caqui tomate já crescido visto que o mesmo poderá morrer e não produzir mais frutos. Boa sorte! Ferramentas & jardim Cultivo de Frutas

0 49 views

Como fazer um jardim de pedras Seu jardim está precisando de uma repaginada? Que tal dar uma de paisagista e fazer um jardim com pedras ornamentais? Com um pouco de habilidade e bom gosto você poderá ter um jardim de pedras rapidamente. Como construir um jardim de pedras Para executar esta tarefa proporemos a utilização de um espaço de 30 metros de comprimento por 15 metros de largura que poderá ser um corredor o fundo de um quintal ou a frente de sua casa. Também optamos por um tipo de jardim que não requeira muita manutenção e que as plantas sejam de espécies que não fiquem muito grandes. Em qualquer loja especializada em jardinagem e paisagismo você poderá adquirir todos os itens necessários para o seu novo jardim para isso confira a lista abaixo: Lona plástica na cor preta nas medidas do espaço a ser feito o jardim; Pedras ornamentais brancas de tamanhos diferenciados; Pedras decorativas de várias cores (opcional); Cascalhos de madeira; Vasos de jardim com baixa estatura com no máximo 20 a 30 cm com plantas ornamentais ou folhagens. Dê preferência a plantas ou folhagens que não cresçam muito que fiquem com estatura máxima de 30 centímetros. Ferramentas: enxada cavadeira ou pá de jardim Etapa 01 – Preparando o terreno Com uma enxada regularize o terreno onde você irá construir o jardim de forma que ele fique plano. Para evitar que haja o crescimento de ervas daninhas em seu jardim de pedras é necessário que você aplique a lona plástica preta sobre o terreno. Meça o tamanho do espaço recorte a lona de forma que ela fique exatamente do tamanho do mesmo e a estique por toda a extensão do terreno. Etapa 02 – Diagramando o jardim Feito a aplicação da lona comece a espalhar as pedras ornamentais brancas de forma que uma camada uniforme fique visível por toda a extensão do seu espaço. Diagrame seu espaço de maneira que você possa fazer pequenos círculos de aproximadamente 50 centímetros de diâmetro cada. Nos espaços onde você fizer os círculos somente retire as pedras brancas ornamentais deixando a lona preta aparente. Em cada um destes círculos você deverá espalhar os cascalhos de madeira de maneira uniforme. Etapa 03 – Dando vida ao jardim Transfira os vasos de jardim com as plantas ornamentais ou folhagens para cada um destes círculos. Faça a disposição da forma que mais lhe agradar. Se desejar utilize as pedras decorativas coloridas para decorar e delimitar cada círculo. O que poderá conferir um aspecto mais divertido e menos sóbrio ao seu novo jardim de pedras. Pronto seu jardim está finalizado agora é só apreciar a sua nova paisagem! Dicas: Se você desejar também poderá construir um jardim de pedras em espaços de tamanhos irregulares conforme a sua criatividade! Caso queira poderá introduzir algumas espécies de plantas que produzam flores como o bico de papagaio crista de galo beijinho ou bromélias Estas flores trarão um novo colorido ao seu espaço. Se você tiver uma parede ou muro no espaço destinado ao jardim também poderá experimentar colocar arranjos com orquídeas. Agora que você já aprendeu fazer um lindo jardim de pedras use sua imaginação e dê vida ao seu jardim de pedras. Boa sorte! Ferramentas & jardim Paisagismo

0 171 views

Como plantar milheto Seja para forração ou para produção de ração o milheto apresenta grandes benefícios devido a sua rápida cobertura em semeaduras direta. De manejo consideravelmente simples a gramínea não necessita de muitos cuidados além é claro de dispensar as constantes irrigações. No Brasil seu manejo aumenta de forma exponencial principalmente nas regiões do cerrado brasileiro. 4Cheungs/ Flickr Equipamentos Necessários Luvas para jardinagem Enxada Regador de 20 litros Bota mascara com filtro Roupa Protetora Calcário Dolomítico Adubo NPK ou Orgânico. Sementes de Milheto Passo a passo J. Wilson USDA-ARS at Tifton GA on 8-15-07/ Wikimedia Commons Preparar o Terreno. Dê muita atenção neste passo nenhuma planta consegue se desenvolver plenamente em terrenos onde a terra não recebeu o devido tratamento antes do plantio. Retirar do terreno quaisquer obstáculos tais como: galhos raízes pedras garantirá um crescimento pleno o que resultará em uma planta com maior produção. Outro fator de suma importância está na adubação especialistas recomendam que a adubação seja realizada com no mínimo 2 meses de antecedência utilizando adubos que possuam a proporção de 5-20-20 de NPK(pode-se substituir o adubo químico pelo adubo orgânico desde que proporção de Nitrogênio fósforo e potássio descrita anteriormente seja obedecida.) Forma de Ação: Com o auxilio de uma roçadeira elimine qualquer vegetação aérea da área de plantio do milheto. Em seguida utilizando mascara com filtro luvas para jardinagem e roupa protetora lance sobre o terreno o calcário dolomítico até que toda a superfície de plantio esteja coberta por uma fina camada do produto( aproximadamente 500 gramas por m2) realize o mesmo procedimento com o NPK espalhando na proporção de 200 quilos por hectare. Revolva o solo de forma que os adubos fiquem cobertos e protegidos do efeito lixiviador da chuva. Prazo de Espera: O ideal é deixar o terreno descansando por 2 meses neste tempo reações químicas intensas podem ocorrer e sua planta pode não suportar este processo. Escolhendo a semente ideal e semeando. Diversas são as variedades de sementes de milheto cada qual com sua característica especial as mais utilizadas atualmente são as SYNTHETIC-1 IPA-BULK 1 BN-1 BN-2 COMUM BRS 1501 e a ENA 1. É muito importante buscar no mercado aquela que se adéqua mais ao seu clima terreno e aplicação desejada( se para cobertura ou para produção de ração). Neste requisito o revendedor de sementes da sua região saberá exatamente qual a melhor semente. De preferência para plantar em épocas em que a chuva acumulada chegue à marca de 75 mm de precipitação. As maiorias dos produtores costumam efetuar o plantio de maio a Agosto no entanto este período pode variar dependendo da região onde será produzido o milheto. Com o auxilio de uma enxada efetue riscos no solo com 1 centímetro de profundidade mantenha uma distancia entre riscos de no mínimo 15 centímetros entre sementes à no máximo 80 centímetros por planta. Observe o fator desempenho e produção o ideal é que as plantas fiquem distantes de 35 cm a 50 cm para facilitar o controle de plantas daninhas sem prejudicar o desempenho de produção. Dependendo da área o plantio pode ser realizado em apenas um dia no entanto em áreas extensas o ideal é planejar o plantio para não ocorrer dificuldades no processo de colheita. Ponto de Maturação. Quando o milheto alcançar os 2 50 metro de altura significa que está pronto para ser colhido para produção de ração ou para forração do gado. Observe o escalonamento do plantio para não ser surpreendido com a maturação de toda a produção num mesmo período. Prazo de Espera: Cerca de 90 dias após o plantio. CIAT International Center for Tropical Agriculture/ Flickr Dicas Acesse o site da Embrapa e descubra qual a semente mais indicada para a sua produção: http://www.cnpms.embrapa.br . De preferência para sementes com tratamento contra fungos broca ou outro inseto furador. Use roçadeiras a gasolina caso a área a ser utilizada seja superior a 50 metros lineares. Para áreas muito maiores verifique a disponibilidade do uso de tratores. NPK é a sigla para Nitrogênio Fósforo e Potássio no caso citado anteriormente a proporção 5-20-20 significa que para cada 5 partes de nitrogênio existem 20 partes de fósforo e 20 partes de potássio. O plantio do milheto cresce exponencialmente não somente no Brasil como em varias partes do mundo assim como qualquer outra produção agrícola riscos relativos ao clima problemas com pragas e preço pode ser um empecilho no entanto esses entraves podem ser facilmente contornados se um bom plano de ação for elaborado. Lembre-se que toda planta necessita de atenção e dedicação com esses cuidados sua produção renderá bons frutos. Sucesso e uma boa safra. Boa Sorte! (Imagem Destaque: aivo2010/ Flickr ) Ferramentas & jardim Dicas de plantio

0 51 views

Como preparar uma horta orgânica Se você tem vontade de ter em casa um canteiro orgânico para colher temperos ou hortaliças fresquinhas todos os dias saiba que preparar uma horta é uma tarefa muito gratificante e fácil de fazer. Mesmo que o espaço físico da sua casa ou apartamento seja reduzido é possível utilizar vasos e jardineiras para criar pequenos canteiros em varandas. Preste atenção nas dicas e aproveite a oportunidade de realizar esta deliciosa terapia preparando uma horta orgânica e saudável com muita facilidade. Via Flickr Como preparar uma horta orgânica em vasos ou jardineiras: Para esta tarefa você vai precisar dos seguintes materiais: Um vaso ou jardineira que pode ser de barro cerâmica argila ou material plástico (lembre-se na hora de comprar de que estes recipientes devem conter furos para o escoamento de água); Uma pá pequena dessas utilizadas em jardinagem; Terra orgânica em quantidade suficiente de acordo com o tamanho do vaso ou jardineira; Argila expandida geralmente encontrada em formato de pequenas pedras arredondadas e muito leves de tonalidade marrom ou alaranjada; Mudas de temperos ou hortaliças. Como plantar: Coloque as pedrinhas de argila expandida no fundo do vaso ou jardineira. A função destas pedras é evitar que a água e a terra escoem pelos furos do recipiente. Desta forma a umidade da terra será adequadamente preservada e não haverá perda da terra e de seus nutrientes. Além disso a argila expandida retém excesso de água evitando que a terra fique encharcada em caso de excesso de umidade; Aplique um pouco de terra orgânica por cima das pedras de argila expandida de forma que o vaso ou jardineira tenha em torno de 2/3 de sua capacidade preenchida; Regularize a superfície da terra colocada porém tomando cuidado para não compactar demais a terra. O ideal é que a terra continue fofa e ao mesmo tempo uniforme dentro do vaso; Retire os plásticos que protegem os torrões onde estão as mudas de hortaliças e temperos colocando-os em seguida na terra plantando-os em fileiras tomando cuidado para não apertá-los demais e deixando um pequeno espaço entre eles; À medida que for plantando as mudas vá preenchendo com mais terra de forma que todos fiquem cobertos; Depois de pronta a horta orgânica deve ser regada diariamente e ficar em local que receba luz. Antes de regar as plantas verifique se a terra está úmida com os dedos evitando assim que o excesso de água cause a perda da sua plantação. Dicas: Se o vaso for de cerâmica com um furo grande coloque pedras no fundo para evitar que a terra se perca; Se desejar logo após colocar a argila expandida e antes de colocar a terra aplique um pedaço de manta de bidim. Este acessório filtra a água de escoamento e preserva os nutrientes da terra. Via Flickr Como preparar uma horta orgânica em canteiros: Para esta tarefa você vai precisar dos seguintes materiais: Uma pá ou enxada; Um ancinho; Composto orgânico em quantidade suficiente de acordo com o tamanho do local a ser utilizado; Mudas de temperos e/ou hortaliças. Como plantar: Prepare a terra revolvendo o solo com o auxilio de uma pá ou uma enxada de forma que a terra fique fofa e bem solta; Misture o composto orgânico na terra; Utilize o ancinho para alisar os canteiros; Marque os espaçamentos entre as hortaliças e temperos levando em conta o tamanho de cada um e o espaço que devem consumir para seu crescimento e desenvolvimento até a época da colheita; Procure plantar as mudas de forma intercalada utilizando a técnica de plantio em forma de triangulo evitando assim a erosão causada pela água das chuvas; Se desejar plantar sementes ao invés de mudas procure espalhá-las com a mão sobre os sulcos do canteiro da maneira mais uniforme que for possível; Regue a sua plantação em seguida que terminar o plantio e cuide para regá-la todos os dias uma vez ao dia. Em caso de regiões muito quentes regue pelo menos duas vezes ao dia uma pela manhã e outra ao cair do sol até que as mudas comecem a emergir da terra. Via Flickr Dica: O composto orgânico pode ser encontrado em casas especializadas ou pode ser criado por você mesmo utilizando cascas de legumes e frutas grama cortada e até as folhas que caem das árvores. Estes elementos que geralmente vão para o lixo contém propriedades que tornam a terra nutritiva e própria para o plantio saudável e totalmente orgânico. Aproveite estas dicas simples para criar sua própria horta orgânica e colher hortaliças e temperos fresquinhos sempre que desejar. Ferramentas & jardim Dicas de plantio

ARTIGOS ESPORTIVOS

0 51 views
Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos Uma empresa do Grupo ULTRAFARMA que atua desde 2003 no segmento de nutrição esportiva, alimentos naturais e artigos esportivos, oferecemos...

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien
Only Creative Commons
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow