Esporte Lazer e Artigos Esportivos

Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos

Uma empresa do Grupo ULTRAFARMA que atua desde 2003 no segmento de nutrição esportiva, alimentos naturais e artigos esportivos, oferecemos a maior variedade de marcas de suplementos nacionais e importados do Brasil.  Cupom de desconto Ultrafitness Suplementos.

Todos os produtos comercializados no nosso site tem garantia de procedência e passam por rigorosos processos de controle, no sentido de assegurar a origem, a legitimidade, a segurança e a qualidade dos nossos produtos.

Contamos com profissionais altamente qualificados e especializados na área de nutrição esportiva e educação física, para oferecer sempre a solução adequada a sua necessidade nutricional. Nossa missão é oferecer soluções que atendam as necessidades dos nossos clientes, promovendo a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida.

Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos

Aqui você encontrará Cupom de descontos Ultrafitness promoções e descontos e o melhorCódigo promocional Ultrafitness para você economizar na sua próxima compra online em Ultrafitness. Para usar nosso cupom de desconto Ultrafitness gratuitamente, clique em “Pegar Cupom”; copie o código e insira-o ao finalizar sua compra em Ultrafitness.

Verifique o desconto aplicado no subtotal da compra ou, ao colocar os itens no carrinho, você deverá receber o desconto do cupom. Nesse momento, nenhum cupom Ultrafitness ou de descontos Ultrafitness a mais é necessário, pois o link “Ver desconto” possui as informações para a loja verificar e recalcular o desconto no preço final.

Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos

malhando

Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos

Uma empresa do Grupo ULTRAFARMA que atua desde 2003 no segmento de nutrição esportiva, alimentos naturais e artigos esportivos, oferecemos a maior variedade de marcas de suplementos nacionais e importados do Brasil.

Todos os produtos comercializados no nosso site tem garantia de procedência e passam por rigorosos processos de controle, no sentido de assegurar a origem, a legitimidade, a segurança e a qualidade dos nossos produtos.

Contamos com profissionais altamente qualificados e especializados na área de nutrição esportiva e educação física, para oferecer sempre a solução adequada a sua necessidade nutricional.

Cupom de Desconto Suplementos Zone

Suplementos Zone,  é parceira das melhores marcas de SUPLEMENTOS e NUTRI-COSMÉTICOS. Nosso objetivo é levar para sua casa produtos de qualidade, afim de ajudar na conquista de seu objetivo, melhorando seu corpo, saúde e performance esportiva.

Leia mais: http://www.suplementoszone.com.br/sobre-nos-suplementoszone#ixzz4LfQXHNdt

Cupom de Desconto Suplementos Zone

Nosso  principal foco é o cliente e vamos atendê-lo de maneira rápida, eficiente e segura, oferecendo grande variedade  de produtos, com qualidade e excelentes preços.

Site 100% seguro

“A satisfação dos nossos Clientes está acima de qualquer venda”
SuplementosZone está sempre preocupado com a segurança e o conforto do consumidor ao realizar a compra.
Nada melhor do que conferir a opinião de clientes que já compraram para se sentir mais seguro em tomar a decisão de realizar a compra. Pensando nisso disponibilizamos aqui o link com comentários de outros clientes

Leia mais: http://www.suplementoszone.com.br/suplementos-zone-e-confiavel#ixzz4LfStABDr

Cupom de Desconto Suplementos Zone

magra-tomando-suplemento-620x330

 

Cupom de Desconto Suplementos Zone

Especialista em Suplementos e nutricosméticos para ganho de massa muscular, ganho energia, perda de peso, emagrecimento e definição. Suplementos Zone, CNPJ 17.285.609/0001-57, é parceira das melhores marcas de SUPLEMENTOS e NUTRI-COSMÉTICOS, para prática esportiva, musculação, ganho de massa muscular e controle de peso.

Aqui você encontrará Cupom de descontos Suplementos Zone promoções e descontos e o melhor Código promocional Suplementos Zone para você economizar na sua próxima compra online em Suplementos Zone.

Para usar nosso cupom de desconto Suplementos Zone gratuitamente, clique em “Pegar Cupom”; copie o código e insira-o ao finalizar sua compra em Suplementos Zone. Verifique o desconto aplicado no subtotal da compra ou, ao colocar os itens no carrinho, você deverá receber o desconto do cupom.

Nesse momento, nenhum cupom Suplementos Zone ou de descontos Suplementos Zone a mais é necessário, pois o link “Ver desconto” possui as informações para a loja verificar e recalcular o desconto no preço final.

A 1001 Cupom de Descontos mantém somente cupons de desconto testados e aprovados e as melhores promoções e ofertas Suplementos Zone para você

0 202 views

Como praticar ciclismo – dicas

Você não suporta a ideia de ter de frequentar uma academia de ginástica para ficar com o corpo em dia? Não tem vontade de pegar aqueles pesos ou fazer aulas dentro de uma sala fechada e quente? Opte então por esportes ao ar livre que vão garantir saúde qualidade de vida e ainda de quebra muita beleza a você. Veja por exemplo como praticar ciclismo. Será preciso somente uma bicicleta adequada não sendo necessária uma profissional bem cara para a maior parte das pessoas.

Contudo aquelas com marchas já são suficientes. A bike também vai precisar ter um farol branco na frente e um vermelho atrás pois são sinalizações universais e que vão te dar segurança caso vá andar de bicicleta à noite. Não deixe também de instalar um suporte para garrafinha d’agua mais conhecida como squeeze. A hidratação é muito importante. Use também shorts que esticam podem ser de lycra ou suplex para não ficar com assaduras use também blusas leves e capacete.

Como praticar ciclismo – dicasDicas de como praticar ciclismo Como qualquer atividade física inicie a sua prática bem devagar. Não se afobe o seu corpo precisa se acostumar ainda mais se estiver sedentário. Portanto planeje começar a pedalada devagar em terrenos planos e sem muito movimento. Inicie com 30 minutos e gradativamente aumentando de cinco em cinco até atingir os 60 minutos; Depois que você conseguir pedalar durante uma hora tranquilamente é hora de começar a intensificar o treinamento.

Neste caso a mudança de local já é indicada podendo escolher subir ladeiras ou acelerar a pedalada; É preciso tomar alguns cuidados: fazer aquecimento na própria bicicleta e se alongar antes de subir nela. No final da pedalada é igualmente importante se alongar relaxar e repousar; Pratique o ciclismo em lugares seguros não inicie no esporte perto dos carros ou em ruas muito movimentadas. Escolha locais calmos podem ser parques praças orlas tudo sem muito movimento porque você está começando;

A altura do selim deve estar de tal forma que você não tensione totalmente o joelho mas que também não o estique completamente. Se esticar a perna inteiramente na hora de pedalar poderá desenvolver um problema nos joelhos pode desgastar muito sua cartilagem.

Quando você deixa eles muito comprimidos pode também afetar o tendão posterior da perna; Muita atenção para a altura do guidon: ele deve ser baixo para ter velocidade mas se você está começando e só busca saúde e bem-estar o guidon deve ser alto a ponto de deixar a sua coluna ereta eliminando inclusive as possíveis dores na lombar na cervical e até nas mãos.

É importante saber dessas dicas no momento que for comprar a bike pois muita gente resolve adquirir pela internet e não presta atenção nesses detalhes. Portanto saiba também qual é o seu objetivo (tornar-se um ciclista participar de provas ou simplesmente fazer disso uma prática em busca de qualidade de vida).

A prática do ciclismo traz diversos benefícios: melhora o condicionamento físico as partes cardíaca vascular respiratória e músculos das pernas como o quadríceps (coxas)glúteos (bumbum) abdômen (barriga) e panturrilha. Boa pedalada! Esporte lazer e artigos esportivos Bicicletas e mountain bikes

0 164 views

Como nadar – Crawl Borboleta Costas e Peito

Você já sabe se virar na água? Ou seja se o derrubarem em uma piscina pelo menos se afogar você não vai! Mas se tiver que nadar alguns metros vai chegar muito cansado pois você mais se debate na água do que qualquer outra coisa! Que tal aprender como nadar nos estilos conhecidos de nado: crawl costas peito e borboleta? Não será uma tarefa difícil já que você sabe se virar na água e não tem medo dela!

Fique atento às dicas que você aprenderá rapidinho! Ah se você puder fazer os exercícios sem material de apoio ou usá-los o menos necessário você irá se aprimorar mais e aprenderá a não ficar dependente desses objetos. Vamos lá? O nado crawl Pernas 1) Na piscina se precisar de algum material de apoio para não afundar use uma pranchinha. Estenda a perna e faça movimentos verticais com ela.

Como nadar – Crawl Borboleta Costas e PeitoO pé é sempre relaxado e as pernas estendidas. Treine bastante esse movimento. Uma perna de cada vez faz o movimento ou seja você fará movimentos alternados. Braços 2) Para fazer o braço o ideal é não usar prancha nem outro material. Só se você sentir necessidade. Faça o braço vai fazer uma volta. Ele sai da água bem rente ao corpo faz a volta para fora da água. Atenção: o cotovelo ficará apontado para o teto (quando o braço sai da água) o que faz com que o antebraço já entre na água.

Então note que o movimento do braço não será de 360 graus. 3) A mão está firme e com os dedos encostados – ou seja não deixe abertura entre os dedos – e as pontas dos dedos entram primeiro na água. Os dois braços farão o movimento: quando o direito chegar à frente de sua cabeça o esquerdo sairá para fazer o movimento e assim sucessivamente. Respiração 4) Vire a cabeça para um dos lados (o que se sentir mais confortável) e puxe o ar. Tome cuidado para não levantar a cabeça.

O movimento deverá ser o suficiente para que sua boca fique para fora da água a fim de pegar o ar. A respiração pode ser feita 3X1 ou seja a cada três braçadas você respira uma vez. Se tiver fôlego faça mais braçadas e menos respiração. 5) Junte perna e braço. Treine a sincronia e logo estará nadando crawl. O nado costas 6) Bóie na água de costas. 7) Faça as pernas que você aprendeu no nado de crawl. O movimento é o mesmo a diferença é que agora você está de costas na água. O braço 8)

Enquanto bóia mantenha os braços estendidos rentes ao corpo. A braçada de costas é feita da seguinte forma: o braço sai da água com o dedão apontado para cima (ou seja a palma da mãe está voltada para seu corpo – o dedão não precisa ficar rígido é só para você entender a posição da mão). 9)

Quando o braço tiver formado 90 graus com seu corpo você mudará a direção da palma da mão. Ela estava virada para seu corpo – agora tem de estar voltada para o lado de fora. 10) Termine o movimento completando um giro de 360 graus com os braços. Conclua o movimento dentro da água inclusive pois isso lhe dará impulso para se mover na água. Faça isso com os dois braços alternadamente. Treine e logo estará nadando de costas. Uma dica! Cuidado para não bater a cabeça nas bordas da piscina. Sempre fique atento às marcas da piscina. O nado peito Pernas 11) Segura uma prancha.

O movimento da perna é exatamente igual ao movimento da perna de um sapo. Ou seja você puxa as duas pernas simultaneamente para próximo do corpo. 12) Empurre a água com as pernas abertas – imitando exatamente o movimento da perna do sapo. Esse movimento é um pouco mais complexo de fazer mas o treino leva à perfeição. Lembre-se sempre disso! Braços 13) Imagine que você está num tanque repleto de terra e precisa escavar um túnel à sua frente para conseguir passar.

Você não afastaria essa terra com as duas mãos? Pense nisso quando estiver na água. Imagine que quer tirar a água da sua frente! 14) As mãos saem juntas do peito para frente. Quando alcançar o limite cada mão para um lado irá “tirar a água da frente”. As palmas das mãos estarão encostadas e a mão direita indo para a direita e a esquerda indo para a esquerda.

Não precisa esticar os braços até o fim faça o movimento imaginando que entre seu cotovelo e antebraço formem um ângulo de 120 graus mais ou menos. 15) Treine a sincronia entre braço e perna: braços e pernas devem abrir ao mesmo tempo. Respiração 16)

Quando o braço estiver saindo para realizar o movimento ou seja quando ele estiver “saindo do peito” aproveite para pegar impulso tirar a cabeça para fora da água (verticalmente mesmo) e respirar. Você pode fazer um movimento de braço com a cabeça dentro da água e um com a cabeça para fora mas se não tiver fôlego respire em todas as braçadas. O nado borboleta Pernas 17)

Com as pernas juntas faça o movimento na vertical. A perna é parecida com a de crawl mas a diferença é que fará o movimento das duas pernas simultaneamente. 18) Esse movimento fará com que seu corpo todo ondule. Ou seja é como se estivesse simulando o movimento do andar de uma larva. Braços 19) Dentro da água em um movimento simultâneo faça uma espécie de “S” na água. Os dois braços sairão da água estendidos e com um ângulo em relação ao ombro de 180º mais ou menos. 20)

Faça o movimento completo fora da água ou seja o braço faz toda a curvatura fora da água e dentro faz com a palma da mão estendida – a fim de deslocar a água – o “S”. 21) Sincronize o movimento das pernas e dos braços. Respiração 22) A cada braçada levante a cabeça. Existe a possibilidade de respirar uma braçada sim e outra não tudo dependerá do seu fôlego. Lembre-se sempre: treine muito todos os nados.

Só assim obterá sucesso! Boa sorte! Esporte lazer e artigos esportivos Esportes aquáticos

0 157 views

Como se tornar um jogador profissional de hóquei

Você é daquele tipo de pessoa que sempre olhou os filmes com grandes jogadores de hóquei ou aquelas apresentações especiais e ficou se imaginando jogando ali no mesmo lugar dos melhores do ramo? Se o seu sonho é se tornar um jogador de hóquei prepare-se pois a tarefa não é fácil mas também não quer dizer que seja impossível. Pensando nessa dificuldade para entrar no esporte e as limitações fizemos um guia especial para você descobrir como se tornar um jogador de hóquei e quem sabe ir em busca do seu sonho.

Confira! Alexandre López Conesa/ Flickr Descubra a modalidade de hóquei No hóquei há algumas modalidades e elas são diferentes uma da outra então antes de qualquer coisa é fundamental que você conheça cada uma e descubra qual é mais adequada ao seu perfil;

As modalidades do esporte estão divididas entre o hóquei no gelo o hóquei nos patins e o hóquei indoor; O objetivo de todas as modalidades mas a diferença está principalmente no calçado que será utilizado para os jogos; No hóquei indoor os jogadores utilizam tênis normais no hóquei em patins os patins possuem 4 rodas especiais e no hóquei no gelo os patins é um “roller” linha que é desenhada especialmente para o ganho de velocidade na superfície.

Treine muito Antes de se aventurar em qualquer clube você precisará encontrar um local adequado para que você treine muito antes de visitar um clube especializado; Improvise um lugar na garagem na rua em um campo ou até mesmo naquela viagem com os amigos; Estude muito as técnicas e treine até assimilar diferentes habilidades no jogo.

Procure os clubes No Brasil há poucos clubes de hóquei mas eles existem e estão sempre abertos para novos talentos; Faça uma lista com todos os clubes de hóquei sejam eles pequenos ou grandes e não deixe de incluir até mesmo clubes de cidades vizinhas afinal o seu sonho não pode ter limites; Converse por telefone com cada clube e então tente agendar uma visita no local.

Esteja aberto e espere Se você tiver sorte ao visitar os clubes você terá uma chance de realizar alguns testes mas mesmo ao ser convidado para um teste não pense que o trabalho acabou; No teste você precisa dar o melhor de si afinal aquela pode ser a única chance de conseguir uma oportunidade nesse mundo tão distante do hóquei. Alexandre López Conesa/ Flickr

E o treinamento continua Se você recebeu um sim parabéns! Mas não pense que agora você já será um jogador profissional pois muitas pessoas recebem um sim mas não conseguem desenvolver o seu potencial na hora certa e no local certo; Nessa fase é extremamente importante que você esteja muito atento ao treinamento e a cada detalhe passado pelo treinador; O mundo do hóquei é disputado ainda mais em um país em que ele não é popular mas não desista pois se você tiver talento e trabalhar muito logo um olheiro irá reparar em você e quem sabe você pode começar a jogar no time principal e participar da sonhada liga de hóquei.

Dica Alguns jogadores profissionais recebem propostas para trabalhar em ligas de hóquei de outros países fique atento e dê o melhor de si pois essa pode ser a melhor oportunidade da sua vida. Boa sorte! (Imagem Destaque: Alexandre López Conesa/ Flickr ) Esporte lazer e artigos esportivos Outros esportes

0 158 views

Como escolher uma bicicleta

Você decide se exercitar e faz a opção por uma atividade que é considerada uma das mais completas e saudáveis que é andar de bicicleta. Mas como tudo nesse universo de vida saudável é preciso ter muito cuidado na hora de escolher o seu equipamento para não correr o risco de sofrer lesões ou prejudicar a sua saúde.

Por isso seguem algumas dicas importantes de como escolher uma bicicleta e aproveitar bem esta atividade. Como escolher uma bicicleta A primeira coisa que você deve fazer para começar andar de bicicleta é definir o que você pretende com isso pois sua pesquisa será mais bem direcionada e você evitará erros.

Decidir como e onde você usará a bike também é uma ótima dica de como escolher uma bicicleta pois isso deverá influenciar na sua escolha. Por isso é importante saber se você quer aprender praticar por lazer por mobilidade ou se você quer uma bicicleta de alta performance.

Em seguida é preciso saber o quanto de dinheiro que você está disposto a investir nesta atividade pois existem bikes de todos os tipos e valores o que pode variar bastante o preço. Esta dica de como escolher uma bicicleta é importante porque se você escolher uma bike simplesmente pela aparência ou pelo preço pode ter sérios problemas depois. O tamanho da bicicleta também deve ser observado pois influencia diretamente no alcance do seu objetivo com a atividade.

Por isso a nossa dica de como escolher uma bicicleta é ter atenção ao tamanho do quadro para que sua bike se adeque melhor ao seu corpo. Você pode seguir a seguinte relação entre sua estatura e o tamanho do quadro: Altura do Ciclista (em metros) | Tamanho do quadro (MTB) | Speed/Road 150 – 160 14 48 160 – 170 16 50 52 54 170 – 180 17 / 18 54 55 56 180 – 190 19 / 20 57 58 190 – ou mais 21 / 22 60 62 Na hora de escolher a bike das crianças é preciso também ter muita atenção pois é preciso cuidar ainda mais da saúde dos pequenos.

E neste caso como nas demais dicas de como escolher uma bicicleta o que vai variar é principalmente o tamanho do aro. Vamos colocar abaixo uma tabela que faz uma relação entre a idade (levando em consideração a altura média das crianças) e o aro para que possa orientar sua escolha.

No caso de dúvidas é bom ir até uma loja especializada. Criança (idade) Aro Entre 2 e 3 anos e meio 12 Entre 3 anos e meio e 6 anos 16 Entre 6 e 9 anos 20 Entre 9 e 12 anos 24 Acima de 12 anos 26 (adulto) Esporte lazer e artigos esportivos Bicicletas e mountain bikes

0 206 views

Como pular corda

Uma brincadeira que se transformou em esporte assim como o futebol a corrida e a natação os exercícios com corda estão disponíveis em todas as principais academias do Brasil como uma maneira divertida e eficiente de perder peso e melhorar a capacidade cardiovascular. O exercício de pular corda é muito interessante sobre dois aspectos. Primeiro:

Trabalha a resistência a força e o fôlego do praticante que vai intensificando e melhorando estas capacidades funcionais ao longo do tempo; Segundo: Ajuda na redução de medidas e na definição muscular transformando gorduras em músculos principalmente nas pernas glúteos e no abdômen.

Por estas e tantas outras razões pular corda é uma maneira prática e fácil de cuidar da saúde investindo na qualidade de vida e no bem estar para enfrentar todas as atividades que nos esperam no cotidiano. Confira agora dicas de como pular corda corretamente e torne-se adepto deste exercício 100% prazeroso e eficiente na conquista do corpo perfeito. sun dazed / Flickr

Como pular corda A resposta para a pergunta “Como pular corda” pode parecer óbvia demais para qualquer pessoa que já tenha brincado com isso na infância ou ao menos visto alguém praticar este esporte. Parece muito simples e seguro pular corda mas é importante saber o modo correto de praticar essa atividade para que não cause impacto nas articulações e traga os resultados internos e externos almejados pelo praticante. Desde a escolha da corda até a finalização do exercício é extremamente importante saber a maneira correta de iniciar e concluir uma atividade física. Corda e Acessórios Tamanho da corda:

[adrotate banner=”4″]

Calcule aproximadamente um metro a mais de corda de acordo com sua altura. Por exemplo: Se você mede 175 de altura deve utilizar uma corda de tamanho igual ou superior a 275 de comprimento. Esse valor pode ultrapassar alguns centímetros; Acessórios: Utilize um tênis antiderrapante e confortável para pular cordas. Vista um short uma camiseta simples e prenda o cabelo para evitar interrupções durante a execução do exercício.

E não se esqueça de deixar uma garrafinha com água próxima pois a hidratação é muito importante; Pontas da corda: Nas duas pontas da corta passe uma fita ou envolva-as com pedaços de mangueira de acordo com o tamanho de seu palmo para não machucar e causar incômodos nas mãos através dos movimentos repetitivos. Iniciando o Exercício Alongamento:

Estique bem as pernas faça a extensão do joelho e realize movimentos circulatórios com os pés antes de qualquer exercício de grande impacto. Fique em pé tente encostar as pontas dos dedos nos pés e aguarde trinta segundo nesta posição. Um bom alongamento evita câimbras contusões e dores após os exercícios; Primeiros Pulos: Segure as duas pontas da corda com ambas as mãos e passe o restante da corda para trás de seu corpo deixando-a encostada no chão.

Agora gire os braços em 360° segurando as pontas da corda. Antes da corda encostar em seus pés pule-a com ambas as pernas não muito alto se você for iniciante neste esporte. Faça outra volta com os braços e pule novamente e assim você dará prosseguimento a esta atividade respirando antes de pular e soltando o ar após concluir o salto. Comece fazendo dez minutos ininterruptos e vá aumentando o tempo de acordo com sua evolução física e cardiovascular; Treinos:

Após a primeira semana no modo fácil você poderá elaborar treinos mais intensos aumentando a velocidade das voltas com os braços e consequentemente dos pulos que poderão ser mais altos para dificultar e exigir mais força das pernas.

Aumentando a velocidade você poderá também colocar caneleiras em seus tornozelos que exigirá muito mais desempenho e trabalhará seus músculos com mais intensidade. Não passe mais do que trinta minutos pulando ininterruptamente dando um intervalo de dez minutos para recuperar o fôlego e não prejudicar as articulações; Alongamento: Após concluir seu tempo de treino finalize seus exercícios com um belo alongamento envolvendo todos os grupos musculares trabalhados.

Tão importante quanto no início dos exercícios o alongamento alivia a musculatura prevenindo dores nos ossos e nas articulações; Benefícios deste Exercício: Além de ser muito divertido e estimulante pular corda traz outros tipos de benefícios aos praticantes de forma contínua e rápida.

Este exercício melhora a função cardiovascular fortalece os músculos das pernas desenvolve a coordenação motora e auxilia no emagrecimento transformando gorduras em músculos; Joshua Rappeneker / Flickr Observação: Se você tem hipertensão sofre com dores nos joelhos ou está muito a cima do peso não realize este tipo de exercício sem consultar-se com um médico.

Pular corda poderá ser prejudicial à saúde nestes casos. Viu só como é fácil e benéfico pular corda? Esta atividade é uma das melhores quando o objetivo é perder peso e melhorar o fôlego de forma saudável rápida e prática. Experimente e compare os resultados. Você não vai querer parar de pular.

Boa Sorte! (Imagem destaque: lrargerich / Flickr ) Esporte lazer e artigos esportivos Outros esportes

0 222 views

Como preparar uma caça ao tesouro

Uma brincadeira interessante para fazer com as crianças e adolescentes é a caça ao tesouro. Nessa brincadeira você pode ensinar como trabalhar em grupo e além disto a respeitar os demais. Número de Grupos: Entre 2 e 10 Número de participantes por grupo: Entre 4 e 10 Nível do trabalho:

Fácil Tempo para execução: 30 minutos – 4 horas Primeiro Passo – Haverá um tema central? Precisamos determinar se haverá um tema central nas atividades que permitirão que o tesouro seja encontrado. Por exemplo se a gincana for feita em um ambiente escolar o tema da festa pode ser o tema das brincadeiras.

Entretanto não é obrigatória a utilização de temas centrais. Algumas caças ao tesouro são realizadas com perguntas e provas gerais como o “torta na cara”. Via Pixabay Segundo Passo – Número de Grupos Normalmente não usamos muitos grupos para que uma parte pequena dos participantes venha a ganhar e da mesma forma não usamos poucos grupos para que a disputa seja acirrada.

[adrotate banner=”4″]

Entretanto tudo depende de quantas pessoas irão brincar. Por exemplo se estão participando 30 pessoas normalmente faríamos 5 grupos com 6 participantes cada um. Terceiro Passo – Número de participantes por grupos Não faça grupos tão pequenos como trios ou duplas faça grupos a partir de 4 indivíduos. Tome o cuidado de que tenha se possível o mesmo número de pessoas em cada grupo para que ao final o evento não seja desprestigiado pelos perdedores devido a pessoas a mais.

Quarto Passo – As provas As provas são as que merecem o maior cuidado. Caça ao tesouro pode causar muitas confusões de quem achou a pista primeiro ou quem resolveu corretamente alguma questão de alguma prova. Então pense e repense sobre as provas e suas soluções.

Não deixe que elas tenham uma dupla interpretação ou solução. Evite provas de cunho artístico como elaboração de desenhos frases músicas ou teatros. Na maioria das vezes o método de escolha é muito estranho aos participantes. Entretanto se assim for feito faça uma comissão de pessoas isentas da brincadeira que possam votar abertamente.

Tal ato faz com que o concurso pareça ser limpo perante os participantes. Via Flickr Quinto Passo – Monitoria Quando estamos lidando com adolescentes e crianças devemos abrir nossos olhos. Alguns tentam vencer de qualquer forma não sabem perder. Por isso devemos ter monitores que acompanhem toda a disputa para verificarem se não está acontecendo trapaça ou agressão à algum candidato.

Caso isto aconteça o grupo do agressor deve ser severamente punido de acordo com seu erro desde perder pontos até a eliminação da prova para que saibam que seus erros refletem para todos que estão ao seu redor. Sexto Passo – Prova Final As melhores “caças ao tesouro” são aquelas que permitem que todos cheguem à prova final podendo ser campeões. Para que seja justo normalmente é determinado que o primeiro colocado terá mais tempo para resolver o último enigma e o último colocado menos.

Via Open Clip Art Library Se você seguir nossos passos poderá fazer uma ótima prova! Esporte lazer e artigos esportivos Outros jogos e recreações

0 227 views

Como pescar anchova

Uma atividade muito prazerosa para a maioria dos brasileiros é reunir os amigos e os familiares para um dia de pescaria. Caso a pescaria for a alto mar o lazer é ainda mais emocionante e divertido. Hans/ Pixabay Um peixe muito comum na costa brasileira é a anchova sobretudo em costas rochosas. A anchova é um peixe de água salgada que chega a pesar 20 kgs com cerca de um metro de dimensão.

A anchova é mais comum no inverno pois as correntes marítimas são mais intensas e o mar fica mais agitado. Elas costumam nadar em meia água ou seja não nadam no fundo e tampouco próximas da superfície. A anchova é um peixe que possui carne firme e sabor característico. Este peixe é muito utilizado no nosso país para rechear pizzas de alítche umas das pizzas mais conhecidas do Brasil.

Como pescar anchova As anchovas quando fisgadas ficam guerreando com a vara de pescar. O pescador precisa nesse momento ter força para vencer a “briga”. Para pescar anchovas é útil que se tenha conhecimentos e experiência básica em pescaria. Um iniciante encontraria dificuldades.

[adrotate banner=”4″]

 

No entanto é preciso ter os seguintes instrumentos e materiais: Iscas artificiais para peixes de meia água; Uma vara de pescar feita de fibra de carbono de até 30 libras; Um molinete; Girador; Um líder de 60 libras e de aproximadamente 2 metros de comprimento; Uma linha de pesca com resistência de cerca de 40 libras; Uma embarcação marítima para levar o grupo de pescadores até a costa; Uma caixa térmica para depositar o peixe depois que for fisgado. PublicDomainPictures/ Pixabay Passo a passo de como pescar anchova:

Transfira a linha de pesca do carretel para o molinete; Fixar o molinete na vara de pesca; Passar a linha de pesca nos passadores da vara; Fixar o líder na ponta da linha; Prender o girador na ponta do líder; Conectar a isca artificial na ponta do girador; Colocar todos os instrumentos listados na embarcação;

Levar a embarcação até a costa marítima; Jogar a linha na água do mar com o barco em movimento esta técnica chamada currico é um bom truque para a pesca da anchova; Esperar pacientemente o peixe fisgar a isca; Recolher a linha com a carretilha quando a anchova puxar a isca até que o peixe esteja na superfície; Armazenar a anchova no recipiente térmico. tpsdave/ Pixabay

Dicas e truques A anchova é muito comum nos litorais de Ilha Bela Baia de Guanabara Ilha de Marambaia Bertioga e São Sebastião. Para pescar este peixe com sucesso dirija-se para estes locais; Mude de hora em hora a profundidade das iscas e o local de pescaria; É eficiente utilizar diversos modelos de iscas para atrair a anchova. Um bom modelo são as iscas artificiais que possuam cauda longa.

A pescaria além de atividade econômica é um lazer muito praticado em nosso país. Siga este passo a passo e tenha divertidos momentos com seus amigos e familiares.

Pesque deliciosas anchovas e saboreie este peixe em diversas receitas. Não perca tempo e marque já a sua pescaria. Boa Sorte! (Imagem destaque: tpsdave/ Pixabay ) Esporte lazer e artigos esportivos Peixe e pescaria

0 157 views

Como saber regras básicas do handebol

Um esporte que vem crescendo cada vez mais e conquistando mais adeptos é o handebol que nasceu em 1919 e tem como criador o professor alemão Karl Schelenz. Nessa época o esporte ainda era realizado em campo de futebol e como tal tinha 11 jogadores em cada time. Com o passar do tempo o handebol foi tomando seu espaço e regras adaptadas que mais se encaixavam nesse jogo. Vejamos suas regras e como jogá-lo: Wikimedia Commons O Jogo corrido:

Ele possui dois tempos de 30 minutos com 10 minutos de intervalo em cada um deles. Sendo que cada equipe tem direito de dois tempos técnicos em cada um dos períodos à escolha do técnico. Cada equipe tem um número ilimitado de substituições que são feitas com o jogo corrido sem paralisações. Porém elas devem ser feitas dentro da linha de 45m que cada time possui.

Caso essa substituição não seja feita dentro da metragem necessária há uma punição de 2 minutos para a equipe que ficará sem um jogador por esse período. Punição igual é dada no caso de faltas violentas. O objetivo primordial do jogo é manobrar de forma hábil e rápida passando a bola para os integrantes de seu time levando a bola até o gol marcando assim 1 ponto. É necessário muito jogo de corpo para driblar o jogador oponente e rapidez para mudar as jogadas deixando assim um jogador de sua equipe livre. Ganha quem fizer mais pontos. Noções básicas do handebol Goleiro:

É o único jogador que pode deslocar-se para qualquer área da quadra. E também o único jogador que pode usar os pés mas isso quando nas defesas e somente dentro de sua área de gol fora dela deve usar as mãos como qualquer outro jogador. Tiro de meta: É tiro de meta quando um jogador do time atacante toca a bola e depois ela sai de quadra ou pelo goleiro da equipe defensora.

[adrotate banner=”4″]

 

O tiro de meta deve ser cobrado dentro da área do goleiro e somente ele pode colocar a bola em jogo. Manuseando a bola: O que pode: lançar empurrar parar e pegar a bola. Segure a bola no máximo por até 3 segundos. Dê no máximo 3 passos com a bola na mão. Nunca encoste a bola no pé ou maneje a bola com o pé. Wikimedia Commons Lance livre: Na entrada ou saída irregular de um dos jogadores em faltas bruscas comportamentos inadequados faltas dentro da área do gol e faltas do goleiro.

Lance de 7m: Somente em caso de uma falta grave de um adversário. No momento da cobrança do lance os jogadores devem ficar atrás da linha dos 9m. Lance lateral: A bola saindo pela linha lateral é dado o lance lateral. Durante a cobrança o jogador deve deixar um pé por sobre a linha lateral e outro atrás da linha. Isto sendo desrespeitado o juiz poderá dar a reversão para o outro time. Punições:

Cartão amarelo: É aplicado como advertência para jogadores e técnicos em caso de faltas reclamações comportamento inadequado quando os jogadores deixam a bola fora do local indicado. Cartão vermelho: O jogador que leva uma desqualificação não pode permanecer nem ao menos no banco de reservas. O time fica 2 minutos sem um jogador podendo substituí-lo depois.

Wikimedia Commons O handebol é um jogo indicado a qualquer idade e por movimentar todo o corpo é indicado inclusive para perda de peso e manutenção da saúde. Esse esporte possui um Campeonato Mundial que é seu torneio mais importante tendo como últimas seleções campeãs França no masculino e Noruega no feminino. Infelizmente o Brasil nunca conseguiu nenhuma medalha olímpica nem Mundial.

(Imagem Destacada: Wikimedia Commons ) Esporte lazer e artigos esportivos Informaçòes sobre handebol

0 157 views

Como se preparar para fazer ciclismo

Um dos esportes mais dinâmicos do mundo é o ciclismo e o número de praticantes dessa modalidade esportiva aumenta consideravelmente todos os dias. O ciclismo é um esporte que traz um bom preparo físico a seus praticantes fato este que traz inúmeros benefícios a saúde e auxilia na prevenção de doenças.

E este será o tema desse interessante artigo que irá apresentar todas as dicas de equipamentos de segurança e os cuidados que se deve tomar antes de começar um esporte para se preparar de forma correta e para que você não seja surpreendido com os imprevistos que poderão vir a ocorrer com a prática incorreta do esporte. tejvanphotos/ Flickr Para se preparar para fazer ciclismo é preciso:

Consultar um médico e comprovar que está apto a praticar o esporte É muito importante fazer essa consulta pois dessa forma você irá se prevenir de maus súbitos e de problemas cardíacos que possam vir a ocorrer com a prática do esporte. Então marque uma consulta e se certifique que está tudo bem pois esses cuidados são fundamentais para que você pedale com segurança.

[adrotate banner=”4″]

 

Fazer uma série de alongamentos para prevenir lesões Como em qualquer outro esporte para se preparar corretamente para iniciar uma prática esportiva é preciso fazer uma série de alongamentos que visam aquecer os músculos para que se evite possíveis lesões. Procure informações sobre métodos de aquecimento e faça toda vez que for praticar o esporte. tejvanphotos/ Flickr

Possuir uma bicicleta em boas condições de utilização É muito importante praticar o ciclismo pedalando em uma bicicleta em boas condições. Os pneus devem estar em boas condições às engrenagens de transmissão a corrente e os freios também devem ser verificados antes de começar a praticar o ciclismo.

Então leve sua bicicleta a uma oficina e faça uma manutenção geral antes de começar. Possuir equipamentos de segurança adequados Os equipamentos de segurança mais adequados para um ciclista são: capacete óculos luvas colete de proteção ou roupas de ciclista e tornozeleiras.

Então compre estes equipamentos em uma loja de acessórios de ciclismo e se proteja de possíveis acidentes. Richard Masoner / Cyclelicious/ Flickr Agora veja algumas dicas para se preparar ainda mais: Sempre leve consigo uma garrafa com água pois a hidratação é muito importante para qualquer atleta; Verifique as condições climáticas pois é muito perigoso praticar ciclismo com o tempo chuvoso;

Tenha sempre uma boa alimentação pois isso irá repor as energias gastas e aumentar o seu desempenho no esporte.

Fique atento as dicas descritas acima e boa sorte! (Imagem destaque: tejvanphotos/ Flickr ) Esporte lazer e artigos esportivos Outros esportes

0 172 views

Como jogar batalha naval

Trata-se de um jogo de estratégia onde cada jogador vai tentar afundar a esquadra do inimigo – e aí entra o fator sorte também pois os tiros são feitos “às cegas” já que não se sabe onde os navios estão localizados. Aquele que mais acertar e conseguir afundar toda a esquadra do adversário ganha.

Não se sabe ao certo como surgiu esse jogo mas a versão mais confiável é que ele foi criado por soldados na I Guerra Mundial com o único objetivo de entretenimento e a partir daí o Batalha Naval foi amplamente divulgado pelo mundo e mais tarde ganhou status e versões mais modernas.

Hoje em dia é muito fácil encontrá-lo em sites de jogos on line além de existirem muitas versões desse jogo em tabuleiro. A versão que ensinaremos aqui é aquela feita numa folha de papel quadriculada e que era muito jogada pelos jovens de antigamente. Vamos voltar no tempo e aprender a jogar Batalha Naval ??

Pegue então 2 folhas de papel quadriculadas – uma pra você e outra para seu amigo – ou compre bloquinhos de Batalha Naval à venda em algumas papelarias – e se prepare para essa divertida brincadeira! Preparando o jogo: 1 – Divida a folha quadriculada ao meio.

Uma parte terá seu jogo contra o adversário (onde você vai marcar os “tiros” que deu) e na outra parte ficarão suas embarcações. 2 – Numere na horizontal a primeira fileira de quadrinhos com números de 1 até 15. 3 – Numere na vertical a primeira fileira de quadrinhos com letras de A até P. Observações: A folha de papel quadriculado representa o “mar” e é onde devem ficar suas embarcações.

Os números de casas podem variar. Você pode fazer o “mar” maior ou menor lembrando que quanto maior for o espaço onde você colocará as armas maior será a dificuldade. 4 – Desenhe onde desejar (contanto que não se toquem e sem que seu adversário veja) toda sua esquadra – que aqui também chamaremos de “armas” – e que será composta da seguinte forma : 1 porta-aviões – 5 quadrados seguidos (da folha) 5 Hidroaviões – 3 quadrados intercalados (como se fosse metade de uma cruz com centro vazado) 4 submarinos – 1 quadrado 2 encouraçados – 4 quadrados seguidos 3 cruzadores – 2 quadrados seguidos

Depois de preparar as folhas do jogo é hora de começar o desafio: Cada jogador vai disparar 3 tiros nas casas da folha quadriculada através de coordenadas (A3 F4 G12 C8 e assim por diante) – o objetivo é acertar as armas ou embarcações do adversário – e ao mesmo tempo vai marcar os tiros que deu na outra metade da folha. A cada tiro dado cada jogador irá avisar o opositor se ele acertou a água ou acertou alguma embarcação devendo indicar o que foi acertado. Após 3 tiros e a resposta do adversário é a vez do outro jogador. Uma embarcação é afundada quando todas as casas que formam essa arma forem atingidas.

Dica: Uma estratégia interessante é colocar algumas embarcações nos cantos. Dificilmente alguém dá um tiro no canto. Mas há um risco também porque se seu adversário perceber ele afundará rapidamente toda sua esquadra. O jogo termina quando um dos jogadores conseguir afundar a esquadra do outro.

Está esperando o que para começar? Chame os amigos! Bom divertimento e Boa sorte! Esporte lazer e artigos esportivos Outros jogos e recreações

0 193 views

Como pescar em alto mar

Todo o amante de uma boa pescaria tem o desejo de embarcar para o alto mar para pescar. Quem já pescou no mar pode confirmar que não existe lugar mais ideal do que ficar no meio do azul pescando. pgeyr/ Pixabay Mas é claro que esse tipo de pescaria exige mais cuidados e equipamentos do que uma pesca comum à beira de um rio.

Se você é marinheiro de primeira viagem e não sabe como fazer pesca em alto mar confira algumas dicas úteis de equipamentos e segurança: Como pescar em alto mar Equipamentos Para fazer uma boa pescaria e trazer muitos peixes pesados pra casa é essencial o uso de equipamentos adequados para o mar.

Se ligue nessas dicas: Linha A pescaria em alto mar vai exigir arremessos longos nesse caso você deve usar linhas 035 com mm com 100 metros de extensão para molinetes. Use 040 mm para carretilhas. Troque a linha depois de duas pescarias ou inverta o carretel para mais duas pescarias. Não corra o risco de perder um peixe de 10 kg por causa de uma linha velha.

Vara Mesmo para molinete ou carretilha a vara deve ter 7 pés com 25 libras. Carretilha ou molinete? Carretilha é mais confortável para fazer o pincho sem deixar fazer cabeleiras. Molinete: ele pode trabalhar muito bem em dias de vento porém o molinete deve ser recolhido com a linha esticada para evitar cabeleiras na hora de fazer o pincho. Presilhas/Snaps: use uma com 1 a 150 cm para sobrar espaço para caber a argola da isca.

Iscas Como a pescaria em alto mar é para fisgar peixes grandes então use iscas artificiais como a Miss Carna ou The First. Como essas iscas usam pequenas garatéias é bom tomar cuidado para evitar acidentes ao fazer os arremessos. Para iscas naturais use camarão ou filés de sardinhas. PublicDomainPictures/ Pixabay Segurança Agora que você já sabe o equipamento que deve levar em sua pescaria então fique ligado nos itens de segurança que vão evitar que sua diversão tenha dissabores:

Boné – ele é essencial para que seu rosto não se exponha à queimação do sol. Use um modelo de cor clara; Óculos – para quem pesca com iscas artificiais os óculos de sol são de grande importância. Eles também não deixam que os olhos se fadiguem. Calçados – procure usar botas que tenham o solado claro. Nunca use chinelos ou fique descalço dentro do barco para não correr o risco de se machucar em iscas. boatguy/ Pixabay

Bem estar Certamente você já deve ter ouvido a palavra “marear” que basicamente é o ato de ficar enjoado no barco. Esse tipo de enjôo pode ser comparado com aquele que algumas pessoas sentem quando viajam de carro ou de ônibus. Dicas para o marinheiro de primeira viajem não ficar mareado: Não coma comida pesada e gordurosa nas 12 horas antes de embarcar; Hidrate seu corpo bebendo muita água;

Evite beber bebidas alcoólicas no barco; No café da manhã beba chá com torradas ou bolachas de água e sal com geléia. Não fique de estomago vazio no barco; Procure não olhar para um ponto fixo dentro do barco olhe sempre para o horizonte.

Seguindo essas dicas com certeza você fará uma pescaria em alto mar muito divertida e prazerosa com muitos peixes fartos como troféus. Boa sorte! (Imagem destaque: Hans/ Pixabay ) Esporte lazer e artigos esportivos Peixe e pescaria

0 221 views

Como usar carretilha de pesca

Todo bom pescador sabe que alguns instrumentos são indispensáveis para o sucesso da pesca e entre os equipamentos obrigatórios que um pescador sempre precisa ter na maleta está a carretilha. A sua carretilha está comprada e agora os problemas acabaram certo? Errado! Saber como arremessar e assim utilizar o equipamento da maneira correta faz toda a diferença e por isso fizemos um guia para você saber mais sobre o equipamento e como usar a carretilha. Confira!

Tipos de carretilha A carretilha pode ser encontrada em dois tipos sendo o primeiro de perfil alto que é redondo e o segundo com perfil baixo que é anatômico.

1. Freio Mecânico O freio mecânico atua na regulagem inicial do seu arremesso. A execução desse item é realizada por intermédio da porca calota que faz o aperto na ponta do eixo do carretel e deixa o giro mais travado ou mais solto podendo ser regulado conforme o peso da isca.

Você deve montar o equipamento com carretilha vara linha e isca e deixar a vara na horizontal de modo que fique na altura dos seus ombros. Feche o freio mecânico e então destrave o carretel. A localização exata da isca é próxima a ponta da vara. Com cuidado solte o freio mecânico até ver o carretel girar e a isca comece a descer lentamente. Você pode comprovar a regulagem ideal quando a isca tiver na água ou no chão e o carretel tenha parado de girar.

No início esse arremesso é um pouco lento mas com maior experiência você pode soltar mais o freio com auxílio do dedo polegar sobre a parte do carretel e deixá-lo mais solto para arremessar um pouco mais longe.

2. Freio Magnético Esse freio é composto de imãs (magnetos) que trabalham no carretel. A sua regulagem é realizada através de um botão localizado do outro lado da manivela de recolhimento.

Existe uma numeração que vai de 0 a 10 para que o freio seja regulado e quanto mais alto for o número mais o carretel ficará preso. Para fazer a regulagem coloque o freio na posição 10 e arremesse ao mesmo tempo que abri uma numeração de cada vez até que você encontre a numeração ideal para o seu arremesso.

3. Freio Centrífugo Esse freio atua da mesma maneira que o magnético porém seu diferencial é a precisão. Apesar da qualidade maior poucos iniciantes conhecem pois ele está localizado no interior da carretilha. O freio centrífugo deve ser acionado no momento do seu arremesso para que o carretel não faça um giro maior do que a saída da sua linha.

4. Fricção Esse item regula a liberação da linha conforme a pressão desejada. O ideal para a fricção é regular em média 1/4 comparada a capacidade da linha utilizada sendo assim uma linha que resiste a 20 kg tem a regulagem de fricção de 5 kg.

Para regular a fricção peça ajuda a um colega e faça o engate do anzol em uma pequena balança. Puxe a vara devagar e enquanto libera a linha verifique o ponto que atingirá a fricção ideal nesse caso de 1/4 seria necessário marcar 5 kg na balança. Pescar é uma experiência incrível e aqui você encontra dicas especiais para garantir uma pesca de sucesso.

0 264 views

Como pescar o tucunare

Também conhecido como tucunaré-vermelho paca pitanga pretinho pinima ou tucunaré-açu é um peixe de porte médio variando de 50 a 60 centímetros e podendo pesar de 3 a 10 kg. Geralmente é encontrado na meia água de regiões com abundante vegetação submersa também chamada de galhada pelos pescadores.

O tucunaré vive em rios lagos ou represas de toda a América do Sul e principalmente no Brasil não é um peixe migrador e tem preferência por águas lentas ou paradas. Pode ser atraído com qualquer tipo de isca em movimento e cada tucunaré pescado é um troféu para o pescador pela emoção que sente com a pancada que o peixe provoca na água quando fisgado.

Tem hábitos diurnos e é bastante voraz alimentando-se de outros peixes filhotes e adultos pitus e todos os tipos de insetos que caírem na água. Como pescar o tucunare Siga algumas dicas para ter sucesso nesta pescaria: Use varas entre os números 8 e 10 que são de ação média a pesada e a linha de 20 a 26 lb se for em lagos ou rios.

Em lagos artificiais ou represas dá para usar a vara 6 e a linha de 15 a 20 lb; Prefira a isca artificial se quiser “pesca com emoção”: jump poppers zaras minnows ou sticks. Se bem que o tucunaré também adora qualquer tipo de isca como um lambari em meia água; Tenha paciência e trabalhe bem o seu peixe pois ele é briguento e vai tentar fazer de tudo para se soltar.

Como pescar o tucunare

Como pescar o tucunare

Dicas Nem sempre o tucunaré ataca a isca no primeiro arremesso devendo insistir em vários no mesmo local e de preferência procurando a margem;

Cuidado para não perder a vara de vista quando usar a técnica com mosca onde a fisgada é bastante forte;

Consulte a legislação antes de realizar a pescaria lembrando que para ser responsável a pesca deve seguir algumas normas como:

emissão de licença para pesca amadora que é fornecida pelo Ministério de Pesca e Agricultura e pode ser conseguida online; observação do limite de captura podendo levar 15 quilos e um peixe de águas estuárias ou marinhas ou 10 quilos e mais um exemplar de águas continentais;

respeito ao período de reprodução tamanhos mínimos e espécies autorizadas devendo devolver na água os que não tiverem o tamanho mínimo indicado ou fizerem parte da lista de animais ameaçados de extinção.

De acordo com a opinião de alguns bons e experientes pescadores a melhor época para se pescar tucunaré é o período da desova quando estão mais ariscos e atacam as iscas tanto para conseguir alimento como para defender seus filhotes de qualquer perigo que possa aproximar-se.

Há muitas empresas de pesca em Serra da Mesa (GO) na Amazônia e tantos outros lugares do país com excelente estrutura e pacotes para a pesca esportiva que podem ser adquiridos com pagamento no cartão de crédito.

Oferecem lanchas que acomodam os pescadores com conforto e segurança além de serem modernamente equipadas para o sucesso da pescaria. Pesque o seu troféu se preferir “com emoção”. Tire fotos faça filmes comemore e se possível coloque o tucunaré de volta ao seu habitat natural.

0 98 views

Como fazer o drible chapéu

Talvez um dos mais se não o mais desconcertante drible no mundo do futebol seja o drible do chapéu. Esse drible ficou conhecido como chapéu pela volta característica que é feita pelo trajeto da bola por sobre a cabeça do atleta adversário o qual também pode ser chamado de vítima. Por outro lado algumas pessoas entendem que pode ser chamado de drible do chapéu por fazer sombra na cabeça.

Na verdade serve mais para tirar uma onda do adversário pelo drible desconcertante. O grau de dificuldade para efetuar esse drible é muito grande mas algumas dicas podem colaborar para que ele seja facilitado. Além de treinar na prática o drible do chapéu pode ser aprendido observando jogadores mais experientes e que tenham facilidade na execução.

Bola no alto Quando se tem um lance em que a bola fica numa altura maior do que 50 cm do chão ou menor do que um metro e meio existe maior facilidade para o atleta executar o drible do chapéu. Nesse caso é necessário que posicione o pé por sob a bola fazendo com que a pé fique parecendo com uma concha.

Direciona-se o pé na bola tocando vagarosamente nela e apenas faz um movimento rápido para cima utilizando toda a perna sem chutar ou dar um toque muito forte na bola. Assim que fizer esse movimento o corpo deve ultrapassar o adversário pelo outro lado para completar o chapéu e dominar a bola.

Esse técnica fica muito facilitada e com maior chance de êxito se o adversário estiver seguindo em direção a bola e não perceber a movimentação do atacante pois o domínio poderá ser feito no próprio local sem precisar correr pelas costas do adversário. Outra situação com a bola no alto é quando a bola está um pouco distante mas que favorece a sua chegada rápida antes do marcador.

Nesse caso apenas precisa dar um pequeno chute na bola passando para o outro lado e completando o drible do chapéu. Quando a bola estiver próxima ao chão mas não colada precisa fazer uma força maior por isso o ideal é unir a técnica do gancho com um chute um pouco mais forte para o alto e para a direção que pretende completar o chapéu.

Bola no chão Quando a bola estiver colada ao chão indiferente de estar rolando ou parada as habilidades devem ser ainda maiores pois além de fazer o movimento de passagem por sobre a cabeça do adversário ainda é necessário que a bola tenha impulso suficiente para sair do chão.

Para isso precisa colocar o pé sobre a bola puxar para trás e automaticamente por o pé embaixo da bola. Assim a bola perderá o contato com o solo facilitando o chapéu. Basta fazer uma embaixadinha e depois utilizar as técnicas acima para completar o drible.

Outra forma é colocar a bola entre os dois pés fazer um movimento de pulo dobrando os joelhos para frente e fazendo que os pés com a bola vão para trás do corpo. Assim basta liberar a bola e deixar com que ela passe por sobre a cabeça do adversário. Esse drible é conhecido como lambreta mas é uma variação mais difícil do que o chapéu. O importante é treinar principalmente no que diz respeito a tirar a bola do contato com o solo. A partir daí a tarefa fica um pouco facilitada.

0 166 views

Como aprender a nadar sozinho

Talvez seu maior sonho sempre foi aprender a nadar pois além de ser algo fascinante é um ótimo exercício físico. Essa é uma habilidade que é nata a todos os seres humanos (arriscaria a dizer que é nata a alguns animais também) mas se não praticada logo é esquecida. Isso não significa que você não pode aprender de novo afinal deslocar-se na água realmente é algo bem interessante!

Aulas de natação em escolas nem sempre são baratas. Você precisaria investir algum dinheiro nesse aprendizado. Mas ainda há a possibilidade de aprender a nadar sozinho. Você pode inclusive improvisar um ou outro material para ajudá-lo e talvez gastar dinheiro comprando algum acessório apenas. Bom agora se ligue nas dicas! Primeira dica de todas: vá a uma loja de artigos esportivos e compre óculos de natação.

A touca é dispensável mas se você tem cabelos compridos amarre-os pois eles podem atrapalhar você. Gaste um dinheiro comprando também um espaguete pois mesmo quando aprender a nadar ele é um ótimo acessório para brincar e relaxar na água. Separe outros materiais como garrafa PET de 2 litros com tampa (e vazia) um pedaço de madeira do tipo de uma tábua.

Vá a uma piscina que dê pé a você. Sinta-se seguro não vá muito ao fundo pois isso pode deixá-lo assustado. Fique apoiado à margem da piscina e você irá fazer exercícios de respiração. Puxe o ar (inspire) coloque a cabeça na água e solte o ar pelo nariz fazendo bolinhas. Faça isso várias vezes. Isso fará com que se acostume com a água. Aprendeu a respirar na água?

Agora tente fazer exercícios com a perna. Pegue ou a garrafa PET ou o pedaço de madeira o espaguete (escolha aquele que tiver ou o que se sentir mais seguro) segure com os braços deixe a cabeça para fora da água e bata as pernas. O movimento é de cima para baixo uma perna de cada vez – lembre-se: pernas estendidas! O pé tem de estar relaxado.

Essa perna que você está treinando é o princípio do nado cachorrinho e do nado crawl. Treine bastante isso. Agora ainda com o espaguete ou a garrafa vá de um lado a outro da piscina mas agora o exercício será: pernas + respiração. Então enquanto vai treinando a perna tente colocar a cabeça na água soltando o ar pelo nariz. Vá fazendo isso repetidas vezes. Isso começará a te dar resistência física.

Agora com o espaguete (nesse momento você não conseguirá usar outro material) você tentará fazer o nado cachorrinho. Coloque o espaguete entre os dois braços e o peito com a cabeça para fora da água (por enquanto) continue fazendo a perna ensinada no passo 4 e faça também movimentos com as mãos. O movimento é assim: finja que está cavando a água uma mão de cada vez.

A mão tem que estar em formato de conchinha. Faça esse exercício repetidas vezes de forma a aprimorar o movimento e ganhar mais resistência. Tente fazer o mesmo exercício do passo 6 mas sem o espaguete. Comece a se soltar na água mas respeite seu limite.

Vá aos poucos. Não se pressione. E não se esqueça de fazer esses exercícios em piscina que dê pé para você pois caso não dê você pode se sentir inseguro e a aprendizagem pode não fluir. Para respirar você vai apenas levantar a cabeça tomar fôlego e voltar a abaixá-la soltando o ar pelo nariz. Agora pegue uma garrafa ou madeira (ou prancha se tiver!). Segure-a à frente de seu corpo com os braços bem esticados.

Lembra-se dos movimentos das pernas? Então! Faça esse exercício com as pernas a prancha esticada lá na frente e a cabeça na água. O que fará de diferente nesse momento será a respiração. Para respirar você irá tirar a cabeça pela lateral o suficiente apenas para que a boca fique para fora da água e você consiga pegar o ar. Volta a cabeça soltando o ar pelo nariz.

Faça esse treino tirando a cabeça pelo lado direito e pelo lado esquerdo. Perceba que essa é a forma como se respira no nado crawl. Treine bastante isso pois em breve você tentará nadar o estilo crawl sem a prancha. Agora você aprenderá o braço de crawl. Com a prancha na mesma posição que o exercício anterior. Sempre batendo a perna faça o seguinte: tire um braço da água fazendo um movimento de meia-lua (a princípio pois o movimento do braço de crawl não chega a ser uma meia-lua para fora da água).

Em seguida segure a prancha de novo e faça a mesma coisa com o outro braço. Não se esqueça da respiração com a cabeça na lateral. Treine bastante! Nota: você percebeu que todos os exercícios precisam ser muito bem treinados. Passe para o passo seguinte sempre depois de ter treinado bastante o passo atual. Faça agora o exercício do passo 9 sem a prancha! Vá aos poucos. O movimento do braço precisa ser sincronizado para que o nado saia direito e você não se canse demais.

Lembre-se que assim que o braço direito estiver voltando para a água o braço esquerdo irá saindo. Não se esqueça da respiração e das pernas. Importante: NUNCA tente aprender a nadar no mar ele é perigoso e as ondas pode levá-lo mais ao fundo fazendo com que fique em um lugar que não dê pé para você. Isso pode causar um acidente grave! E sempre tenha alguém por perto caso precise de ajuda! Você vai ver que logo logo com essas dicas você estará nadando!

0 78 views

Como pescar tainha Tainha é o nome popular dado à família de peixes mulgilídeos e que podem ser encontradas em diversas partes do mundo vivendo em águas costeiras de regiões de clima temperado ou tropical. Algumas espécies inclusive vivem em água doce. LoggaWiggler/ Pixabay A Tainha é um peixe muito utilizado na criação de receitas culinárias mas a sua pescaria exige alguns conhecimentos específicos. Confira: Como pescar tainha O alimento preferido da Tainha são as algas e isso faz com que muitos pescadores tenham dificuldade em pescá-la utilizando um equipamento com anzol comum. Porém devido a grande quantidade de Tainhas existentes nas águas brasileiras hoje em dia a sua pesca se transformou em um esporte para muitos o que fez surgir uma grande quantidade de opções em termos de equipamentos e acessórios para a pesca deste peixe. A Tainha vive próxima de costas rochosas em praias e em manguezais. Pode ser encontrada em toda a região litorânea do Brasil. O inverno é a melhor época para a pesca da Tainha pois é quando estão organizadas em grandes cardumes para reprodução. Veja alguns detalhes práticos para a pesca de Tainhas: Equipamento Para pescar este peixe peculiar é preciso usar equipamentos de ação leve ou média. Em geral é possível utilizar uma vara para linhas de até 20 Lbs com molinetes ou carretilhas que comportem cerca de 100 metros de linha. loewenhers/ Pixabay Anzóis e Boia O anzol menor número 12 ou 14 é o mais indicado para a pesca da Tainha pois a boca deste peixe é pequena. Outro acessório que não pode faltar é a boia especialmente desenvolvida para a pesca da Tainha que pode ser encontrada em lojas especializadas em pesca e camping. O tamanho das boias depende da água onde se estiver pescando. Se estiver pescando no mar e este estiver agitado será preciso usar boias de acordo com a ocasião com a envergadura necessária para o sucesso da pescaria evitando que mergulhem na ressaca a todo instante. Se no entanto estiver pescando em mar calmo e tranquilo ou mesmo em águas paradas é preciso usar fios mais finos e boias menores para pescar Tainhas. Para Tainhas grandes por exemplo é indicado usar boias de 5 gramas anzol numero 8 e carreto 08. Para águas paradas ou em mar calmo utilize boia de 1 grama anzol numero 8 até 14 e carreto 014. Iscas As iscas para a pesca da Tainha devem ser pequenas pois este tipo de peixe come aos poucos por sucção. Muitas vezes uma minhoca ou um pequeno pedaço de miolo de pão é o suficiente para fisgar a Tainha. Dicas de Iscas: Miolo de pão; Gordura de peixe ou de frango; Milho; Fígado de sardinha de boi ou de frango; Miolo de pão misturado com barrigada da sardinha; Miolo de pão com algas filamentosas enrolados no anzol O êxito desta pesca depende muito da atenção do pescador para que verifique sempre a boia dentro da água. Ao ver a boia mergulhar suavemente e não enxergar mais a isca deverá puxar a linha muito rapidamente para evitar que a Tainha coma a isca e vá embora. tpsdave/ Pixabay Dicas É preciso ficar atento aos movimentos da boia por isso procure usar óculos de sol para evitar que a luminosidade perturbe a sua visão em dias muito ensolarados; Prefira usar roupas de cor verde ou azul quando estiver em locais onde a água não é muito funda. Isto evita que o peixe note a sua presença; As Tainhas pescadas não devem ficar por cima de pedras pois ao debaterem-se podem voltar ao mar. Boa sorte! (Imagem destaque: PeterKraayvanger/ Pixabay ) Esporte lazer e artigos esportivos Peixe e pescaria

0 64 views

Como soltar pipas Soltar pipa está na lista das brincadeiras mais antigas do mundo e dificilmente é possível encontrar uma criança que nunca se divertiu com esse tipo de atividade. Uma linha nas mãos e muita imaginação permitem que a criançada e que também os adultos façam verdadeiros malabarismos no céu e deixem a pipa assumir vida própria em brincadeiras que enriquecem o imaginário de liberdade. Wikimedia Commons Em algumas regiões a pipa também é conhecida como “papagaio” mas se trata da mesma coisa apenas o nome muda e a brincadeira continua a mesma. Aprenda aqui como soltar pipa além de descobrir todas as medidas de segurança para que a brincadeira não acabe com nenhum tipo de problema. As pipas são feitas do quê? Basicamente uma pipa é composta de papel normalmente o de seda que é mais leve e de varetas de madeira; A graça das pipas são os jogos de cores imagens e os tamanhos que podem ser variados. Wikimedia Commons Como soltar pipa Fique em um espaço livre e nunca solte pipas em locais que possuem fios de energia ou outros tipos de cabo de força muito menos em ruas movimentadas ou avenidas; O local deve ser livre para que você e nenhuma outra pessoa corram qualquer tipo de risco; Fique de costas para o vento de maneira a administrar a sua linha e orienta-la para os melhores ângulos; Deixe um pouco da sua linha fora do carretel da pipa mas tomando cuidado para que ela não embole; Na medida em que a pipa começar a puxar você deve ir liberando mais linha até que a pipa comece a flutuar no céu; Se você desejar que a sua pipa desça é necessário puxar a sua linha para baixo e se desejar que ela se mova é necessário puxar a linha para baixo tremendo a mão e deixando-a mole e então ir para o lado desejado; Para fazer a pipa subir basta puxa-la rapidamente. Wikimedia Commons Cuidados Nunca compre pipas com linhas metalizadas ou feitas de cerol pois elas podem matar as pessoas; e não pense que essa palavra é forte demais afinal temos no Brasil muitos casos de mortes por cortes realizados com cerol. E quem for responsável por esse tipo de linha que é proibida no país pode responder criminalmente pelos seus atos; Não solte pipas em dias de chuva pois os relâmpagos podem liberar descargas elétricas que serão concentradas na sua linha podendo causar diversos tipos de choques e até mesmo a morte; Lembre que pipa deve ser solta em campos livres ruas longes de fios e antenas e jamais em lugares movimentados pois ciclistas pedestres e motociclistas podem ser surpreendidos com a linha e você pode causar diversos acidentes. Wikimedia Commons Aviso Soltar pipa é uma brincadeira bem divertida desde que você haja sempre com responsabilidade e lembre-se que todo o cuidado é pouco principalmente quando há riscos de causar danos para outras pessoas. Seja responsável e divirta-se muito soltando as suas pipas pois quando a brincadeira é feita de maneira consciente tudo fica melhor. (Imagem destacada: Wikimedia Commons ) Esporte lazer e artigos esportivos Outros jogos e recreações

0 63 views

Como jogar sinuca Sinuca ou Snooker é um jogo de habilidade e precisão. Os componentes necessários à este jogo são: uma mesa tacos e bolas coloridas além dos jogadores. No jogo dois adversários se enfrentam em uma disputa onde o principal objetivo é encaçapar as bolas coloridas na sequência denominada em um dos seis buracos distribuídos ao redor da mesa. A bola branca é a intermediadora utilizada para atingir as demais. A sinuca é praticada na maioria das vezes em dupla onde um jogador tenta superar o outro no número de pontos totais mas também pode ser jogada individualmente na forma performer onde o jogador mostra suas principais técnicas e habilidades no jogo. Formas de Pontuação: Na sinuca a forma de pontuação é dada de acordo com a cor da bola encaçapada. Os valores mais usados para cada uma são: Vermelha: 1 ponto Amarela: 2 pontos Verde: 3 pontos Laranja: 4 pontos Azul: 5 pontos Rosa: 6 pontos Preta: 7 pontos As penalidades ou seja as jogadas que fogem da regra estabelecida somam 7 pontos negativos cada. As Regras (Brasil): A bola branca deve ser utilizada para atingir as demais impulsionando-as em direção aos buracos na mesa. A “bola da vez” é aquela que têm o menor valor sobre a mesa (a bola branca não é considerada). As jogadas devem ser iniciadas das bolas de menor valor para as de maior seguindo uma sequência de valores crescentes. O jogador deve posicionar-se com o taco apontado para a bola branca em direção à bola colorida que deseja encaçapar. A forma com que o jogador segura o taco é determinante na atuação do mesmo no jogo. O ideal é curvar o corpo e segurar o taco com precisão enquanto a mão esquerda serve de apoio e suporte na mesa a mão direita é usada para dar impulso (a situação se inverte no caso dos canhotos). Algumas jogadas requerem uma batida mais forte na bola branca. Em outras um simples toque já basta para encaçapar uma bola no buraco. O segredo é o cálculo de distância e a forma como a bola será trabalhada na jogada. A primeira jogada deve visar a bola vermelha que é a de menor valor. O jogador tem um total de três tentativas para iniciar a jogada desta forma. Caso contrário fica negativado com 7 pontos e cede a vez ao seu adversário. Segue-se então o jogo com o foco na bola da vez que será a de menor valor disponível sobre a mesa. O jogador é pontuado através do valor de cada bola encaçapada e a cada jogada certeira ganha a chance de jogar novamente na sequência. Toda a vez que um jogador conseguir encaçapar a bola da vez ganha uma bola denominada “bônus” podendo colocar no buraco qualquer bola sem seguir a sequência determinada pelo jogo. A bola bônus encaçapada pelo jogador renderá pontos referentes à sua cor além de uma jogada adicional se errar apenas perde a vez. Para que o jogo seja seguido corretamente é importante seguir a sequência numérica das bolas ou seja da menor para a de maior valor. Boa sorte! Esporte lazer e artigos esportivos Esportes de mesa

ARTIGOS ESPORTIVOS

0 63 views
Cupom de Desconto Ultrafitness Suplementos Uma empresa do Grupo ULTRAFARMA que atua desde 2003 no segmento de nutrição esportiva, alimentos naturais e artigos esportivos, oferecemos...

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien
Only Creative Commons
Title
Caption
File name
Size
Alignment
Link to
  Open new windows
  Rel nofollow